Carro que voa chama-se AeroMobil  

Carro que voa chama-se AeroMobil  

Carro que voa chama-se AeroMobil e consegue percorrer uma distância compreendida entre Bragança e Faro com apenas um depósito de combustível. A equipa do Automoveis-Online já tinha escrito alguns artigos sobre o tema, carros voadores, mas só agora é que aquilo que era uma ideia, vai mesmo passar às linhas de produção.

Foi apresentado como sendo o primeiro carro voador do mundo que será produzido em série. Chama-se AeroMobil e este veículo está preparado para percorrer uma distância de 700 km quer por terra, quer por ar.

Quanto à velocidade, em terra o AeroMobil pode atingir os 160 km/h e nos céus pode atingir uma velocidade máxima de 200 km/h.

Para descolar, o AeroMobil precisa de uma superfície plana com pelo menos 200 metros de cumprimento e a velocidade para descolagem é de 130 km/h.

O AeroMobil, para se manter no ar, precisa de voar a uma velocidade mínima de 60 km/h e para aterrar só necessita de 50 metros de terreno plano e livre. A lotação é de dois lugares, tem seis metros de cumprimento e tal como um automóvel, tem uma largura máxima de por 2,2 metros. O combustível utilizado é gasolina normal e pode ser reabastecido em postos de abastecimento normais. O AeroMobil não precisa de requisitos especiais para estacionar.

Com o objectivo final de comercialização, actualmente o AeroMobil anda a fazer testes reais de voo, a sua comercialização está prevista para 2017. Mas, ainda não há indicação que quanto poderá vir a custar, mas, segundo o CEO da empresa Juraj Vaculík, “quando estiver à venda, não será barato”. Referindo de que se trata de um “veículo super-luxuoso (…) que além de carro é também um avião”.

Fiquem com o vídeo de apresentação.

  • Nuno Figueiras

    Será isto o nosso futuro? Assim de relance diria que não porque ficaria demasiado perigoso uns a tentarem levantar voo, outros a aterrarem, para não falar de como seria o espaço aereo, completamente preenchido. Obviamente que não estou a ter em conta, toda a parte sensorial que um veículo destes terá de ter, de modo a evitar colisões. Mas parece uma ideia interessante.

  • Luis Soares

    Tudo o que se vê nos filmes é realidade.

    não acho bem que seja alimentado a combustível fóssil e por essa mesma razão nao me admira que seja ja comercializado em 2017!
    os Lobies Elitistas mundiais e accionistas das petrolíferas sao implacáveis.

    Todavia mais uma vez isto é só para os ricos e abastados! para os privilegiados!
    os pobres muitos nem um carro podem comprar quanto mais isto!

    tanta inovação, tanta tecnologia para quê se maior parte da população do planeta nao vai poder comprar?
    Olhar o céu daqui a 5 anos e sonhar em ter um?

    de qualquer maneira tal como disse o comentário anterior vai ser uma confusão… vamos encher os lindos céus com isto? e CLARO é preciso carta de condução e de PILOTO pois de facto é um automovel MAS também é um avião!