Velas de ignição do seu carro, quando as deve mudar?

O motor do seu carro não anda a pegar como devia? Velas de ignição do seu carro, quando as deve mudar?

Velas de ignição do seu carro, quando as deve mudar?

Velas de ignição do seu carro, quando as deve mudar? Esta e outras questões já lhe devem ter surgido e muitas das vezes não obtém a resposta desejada.

Antes e saber quando é recomendado a troca das velas, tem de se saber qual a sua importância no automóvel. As velas de um carro são extremamente importantes, isto porque, são elas as responsáveis por acender o motor de combustão. É este acender, ou seja, a faísca que as velas produzem, que faz delas um elemento indispensável no sistema de arranque de uma veículo, seja ele automóvel, avião, barco, moto ou outro. Isto porque, a principal função da vela de ignição é conduzir a corrente eléctrica gerada no transformador até a câmara de combustão, e transformá-la em centelha eléctrica de alta tensão, o que dará início a combustão, ou seja, é item responsável pela correcta queima da mistura ar/combustível.

Por estarem directamente ligadas ao sistema de alimentação do motor, é muito importante que as velas estejam sempre em bom estado, isto porque, é importante que elas desempenham bem a sua função, caso contrário, o motor poderá sofrer alterações de funcionamento e poderá também começar a consumir mais combustível. As velas, são um elemento que obriga a manutenção, para garantir o correcto funcionamento do carro e a sua segurança.

Agora, quando é que o leitor deve proceder à mudança das velas no seu carro?

Vamos explicar por passos, o que deve o leitor fazer para que possa facilmente diagnosticar quando é deve mudar as velas do seu carro.

1) Consulte o livro do fabricante, lá tem a informação de quando tem que mudar as velas, ou seja, qual a periodicidade para a troca. Nesse livro encontra também, algumas excepções, que possam obrigar à muda de velas mais precocemente do que o inicialmente estipulado. No entanto, as velas de um veiculo deveriam ser mudadas a cada 30 mil km no máximo.

2) Dependendo dos carros, e da qualidade das velas, os intervalos podem oscilar entre os 30.000 e 60.000 km.

3) Sempre que proceder à substituição das velas, deve substituir todas e não só algumas. Se o fizer, pode desequilibrar o funcionamento normal da ignição do motor.

4) Sempre que fizer manutenção ao seu carro, ou seja, a mudança de óleo e filtros, peça ao seu mecânico que lhe faça uma observação às velas. Pode acontecer de seja necessário a sua substituição, por se encontrarem muito sujas, manchadas de óleo ou desgastadas.

5) Mande observar também os cabos que levam a corrente às velas, por vezes têm de ser mudados.

É muito importante que tenha uma atitude preventiva quanto a este elemento do motor do seu carro, se o fizer, poderá evitar consumos de combustível acima do normal.

Veja este vídeo:

Booking.com