Vai fazer um seguro? Isto é o que você tem saber

Seja automóvel, pessoal, vida, saúde ou outro qualquer, o que é importante é saber o que está a contratar

Vai fazer um seguro? Isto é o que você tem saber

Vai fazer um seguro? Isto é o que você tem saber. Seja automóvel, pessoal, vida, saúde ou outro qualquer, o que é importante é saber o que está a contratar.

Comprou um carro ou uma casa? Seja seguro automóvel, multiriscos habitação ou até mesmo um plano de saúde, o que é verdadeiramente importante é saber o que está a contratar. Antes de o contratar consulte as recomendações da ASF – Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões.

Se vai contratar um seguro, saiba que há um conjunto de coisas importantes que deve saber em primeiro lugar. Segundo a ASF – Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, para que o consumidor o consiga fazer em segurança deve ter em atenção os 5 pontos seguintes.

1. Compreenda conceitos básicos

Para que possa contratar um seguro em segurança, é importante obter toda a informação necessária à compreensão de alguns conceitos básicos de seguros. Pode fazê-lo consultando a informação disponível na brochura informativa da ASF ‘Contrato de Seguro’ e consultando a área Fazer um Seguro, disponível na plataforma de e-learning Todos Contam, acedendo à aula ‘Noções Básicas de Seguros’.”

2. Recolha informação

A informação e sua compreensão são efetivamente os pilares mais importantes no processo de contratação de um seguro. Quando um cliente está a contratar um seguro está a prevenir perdas económicas e financeiras elevadas. É para isso que serve um seguro. Porém, é preciso que esteja bem informado acerca do risco a cobrir bem como da extensão da cobertura pretendida para que seguro contratado cumpra com a sua função.

3. Esteja atento aos deveres de informação

Sabia que para além dos direitos que tem quando contrata um seguro, também tem deveres para com o mesmo? Sim, é verdade, o cliente também tem obrigações perante um contrato de seguro. Isto porque, só é possível à empresa de seguros apreciar devidamente o risco a cobrir e decidir se o aceita ou não, caso esteja na posse de todas as informações necessárias para o efeito. Por isso, é muito importante que as informações que você vai prestar à companhia de seguros sejam verdadeiras. É importante não prestar falsas declarações, nem omitir informação relevante. Mas se prestar falsas declarações ou omitir informações importantes, o resultado final pode resultar em consequências graves para si, podendo mesmo levar à anulação do contrato de seguro e à não cobertura de um eventual sinistro.

4. Faça simulações e compare preços

Não faça o primeiro contrato de seguro que lhe aparecer à frente. Faça diversas simulações tendo em conta o mesmo capital, franquias se as tiver, coberturas e procura na internet por reclamações contra essas companhias, dá sempre para ver quais são as mais problemáticas na resolução de litígios. Só assim irá conseguir perceber qual é o melhor contrato de seguro do mercado.

5. Verifique se o operador está autorizado

Por fim, verifique no portal da ASF quais são as entidades autorizadas a operar em Portugal e assim evita situações de fraude. Consulte aqui a lista de ‘Entidades Autorizadas‘.”

Gostou do artigo? Partilhe e siga-nos no Facebook e fique a par de todas as novidades. Faça gosto e partilhe os nossos artigos. Obrigado. ツ