Bancos do novo Ford Focus aprovado por médicos fisioterapeutas

Dores de costas? Sofra menos ao volante do novo Ford Focus

Bancos do novo Ford Focus aprovado por médicos fisioterapeutas

Bancos do novo Ford Focus aprovado por médicos fisioterapeutas. Dores de costas? Sofra menos ao volante do novo Ford Focus.

Os bancos do novo Ford Focus foram reconhecidos por uma comissão de médicos e fisioterapeutas pelo contributo dado na redução das dores nas costas. Os 18 modos de regulação dos bancos permitem ao condutor e ao passageiro da frente ajustar os bancos para o máximo apoio e conforto.

Os especialistas calculam que metade dos europeus irá sofrer de dores nas costas a um determinado momento das suas vidas. O Focus é o primeiro veículo Ford a obter a aprovação da “Campanha para Umas Costas Saudáveis”, realizada na Alemanha.

Dores de Costas, quem não as tem?

As dores nas costas são a principal causa de incapacidade a nível mundial e uma condição que os especialistas estimam irá afectar metade da população europeia em algum momento das suas vidas. No caso dos condutores e passageiros de automóveis, andar de carro pode tornar-se numa experiência desconfortável.

Contribuindo para o alívio dos que sofrem de dores de costas na estrada, o novo Ford Focus integra bancos dianteiros equipados com 18 modos de regulação. Garantindo assim, o máximo apoio e conforto aos seus utilizadores. Por essa razão, estes bancos foram distinguidos com o selo de aprovação da Aktion Gesunder Rücken e. V. (AGR), organização líder nas questões relacionadas com a coluna vertebral e responsável pela “Campanha para Umas Costas Saudáveis”.

O Focus é o primeiro veículo Ford a receber o reconhecimento da comissão de testes independentes da AGR, formada por especialistas em diversas áreas da medicina. Para obter o selo de aprovação, o banco deverá ser capaz de se adaptar à pessoa na sua posição sentada, em vez de ser a pessoa a adaptar a sua posição ao banco.

Declarações de Glen Goold, Engenheiro-Chefe do Programa Ford Focus

Como refere Glen Goold, Engenheiro-Chefe do Programa Ford Focus, “Estar sentado numa posição incorrecta pode fazer com que o condutor se curve inconscientemente para a frente, colocando a pressão na parte inferior das costas. O nosso objectivo com o Focus foi conceber um banco ajustável em 18 posições que se adaptasse a qualquer pessoa, permitindo que condutores de todas as estaturas e morfologias obtivessem, facilmente, a sua posição ideal e com o máximo de conforto, principalmente em viagens longas.”

Em média, os europeus conduzem os seus veículos durante uma hora por dia, não contabilizando o tempo gasto no trânsito ou à procura de estacionamento*.

Uma pesquisa realizada no Reino Unido concluiu que 75 por cento dos condutores têm problemas nas costas devido a uma posição sentada incorrecta, algo que também pode originar dores no pescoço, fadiga muscular e problemas de circulação, acelerando o cansaço do condutor.

Desenvolvimento dos novos Bancos

Os engenheiros da Ford desenvolveram os bancos do novo Focus com o objectivo de obter a aprovação da AGR, como parte de uma filosofia centrada no ser humano, que coloca a experiência do cliente no centro da concepção, bem como em resposta às solicitações dos clientes do Ford Focus em termos de espaço adicional para as pernas e maior apoio lombar.

As 18 regulações dos bancos do Ford Focus permitem ajustar correctamente a altura, o comprimento e a inclinação do banco, para além do apoio das costas, pescoço e coxas. O ajuste do apoio lombar de 4 vias é controlado electronicamente através de um botão lateral integrado no banco.

Para incorporar o apoio lombar de 4 vias, os apoios de cabeça ajustáveis em 4 pontos e aumentar o apoio ao nível das pernas, soluções inexistentes na anterior geração do modelo, os especialistas em bancos da Ford realizaram testes em pista com condutores masculinos e femininos, de várias estaturas, pesos e morfologias, de modo a desenvolver o modelo de banco ideal.

Testes de Durabilidade

Os testes de durabilidade implicaram 150.000 km de condução em condições reais, bem como a utilização do simulador robótico “Robutt” da Ford – exemplar capaz de reproduzir o comportamento humano ao nível do cóccix e nádegas – e que consegue condensar 10 anos completos de utilização em apenas 3 dias, ao executar 7.500 movimentos de sentar, inclinar e rodar.

Para garantir a melhor qualidade possível em andamento, o Focus conta com a tecnologia de detecção de buracos, sistema capaz de reduzir o impacto da passagem por buracos na estrada, ao mesmo tempo que oferece aos ocupantes dos lugares traseiros 5 centímetros adicionais de espaço ao nível dos joelhos e mais 6 centímetros ao nível dos ombros, face à anterior geração do modelo.

Declarações de Detlef Detjen, Director Geral da Aktion Gesunder Rücken

Segundo Detlef Detjen, Director Geral da Aktion Gesunder Rücken e.V., “A qualidade ergonómica do banco de um automóvel é de extrema importância, especialmente para os condutores frequentes. Estamos muito satisfeitos por ter a Ford ao nosso lado no combate às dores nas costas, disponibilizando bancos altamente confortáveis a um número ainda maior de pessoas.”

O novo Ford Focus está em comercialização em toda a Europa.