10 Regras de ouro para uma condução segura

10 Regras de ouro para uma condução segura. Acha que é um bom condutor? Sabia que, se cumprir as dez regras de boas práticas, que a equipa do Automóveis Online lhe sugere neste artigo, diminuirá o risco de acidentes.

1. O uso do cinto de segurança é fundamental para todos os ocupantes, mesmo nos bancos traseiros, quando existem cintos de segurança, o seu uso é obrigatório.

2.  As crianças devem utilizar sistemas de retenção devidamente homologados e adequados à sua idade e estatura.

3. Respeite os peões e permita a sua passagem sempre que possível e em segurança. Lembre-se que quando não está ao volante também é peão.

4. Se beber não conduza. Conduzir embriagado aumenta o risco de acidente e reduz cerca de 25% o tempo de reação ao volante. Não coloque a sua vida em risco nem a dos outros.

5. Se conduzir uma bicicleta lembre-se que terá de respeitas a sinalização de trânsito. Mas, se conduzir um veículo motorizado, respeite o ciclista, ele é mais vulnerável na estrada. Mantenha as distâncias de segurança e ao ultrapassar distancie-se 1,5m do ciclista.

6. Já pensou que os limites de velocidade existem por algum motivo? Respeite-os e reduza a velocidade sempre que circular perto de escolas ou lugares onde circula muita gente a pé.

7. Se conduzir um motociclo use sempre o equipamento de proteção: capacete, luvas, botas e casaco.

8. Quando estacionar, respeite os lugares reservados a deficientes, idosos ou grávidas. É uma questão de civismo e respeito pelo outro.

9. Não use telemóvel enquanto conduz. O seu uso reduz a atenção e é um dos grandes factores de sinistros nas estradas.

10. Se estiver cansado ou com sono, pare  e descanse. Conduzir neste estado é tão perigoso como conduzir sob o efeito de álcool.

Estas regras, para além de tornarem a sua condução mais segura, representam o tipo de atitude correcta e cívica que devemos ter perante a estrada e quem nela circula.

 

Booking.com
  • Joao Osorio

    Quanto ao ponto 10:
    É curioso que, sendo o sono, sem sombra de dúvida, o grande Factor de risco nos acidentes dos motoristas profissionais, não há Lei alguma que regule este aspecto.
    Aliás, foi criada uma Lei que obriga (se a empresa quiser) que dois motoristas coabitem dentro de uma pequena cabina conduzindo dia e noite 20horas de condução sem dormir!! A seguir a este período os motoristas tentam dormir algumas (poucas) horas e voltam ao ciclo infernal. Os dias passam de 24 h a 30h desregulando todo o organismo. A biologia não se compadece com as Leis que os interesses das empresas promovem.
    Sou motorista profissional, já fui obrigado algumas vezes a desempenhar o trabalho em “condução múltipla” que, para além do elevadíssimo risco de acidente/vida, “destrói” a memória de curto-prazo, etc etc, é muito pouco dignificante para um profissional. Pouca higiene, espaço claustrofóbico para duas pessoas, e o renunciar à privacidade de trocar a própria roupa interior. Um disparate apenas possível, creio, porque quem fez a Lei não faz ideia daquilo que é na prática. Já vi demasiados camiões tombados por essas estradas na Europa e entre os motoristas, a certeza é absoluta: somos todos iguais, o sono chega a todos.