Nem só de más notícias se faz Portugal. 2.º Lugar para Portugal na Redução de Emissões de CO2

Nem só de más notícias se faz Portugal. 2.º Lugar para Portugal na Redução de Emissões de CO2

No meio deste oceano de péssimas noticias em que Portugal está mergulhado, eis que aprece uma boa notícia. Sim, leu bem, uma boa notícia, quase que nem dá para acreditar, mas é verdade, também há boas notícias acerca de Portugal. O problema é que as boas notícias não geram receitas, isto é, não vendem tão bem como as más notícias.

Então qual é a boa notícia?

A boa notícia é que os carros em Portugal já cumprem as metas de redução de emissões de CO2 que a União Europeia estabeleceu para a indústria automóvel até 2015.

Os valores avançados são da Federação Europeia dos Transportes e Ambiente (T&E), uma organização não-governamental com sede em Bruxelas.

De acordo com este mesmo relatório, os dados indicam que os portugueses compram veículos que emitem 127 gramas de CO2 por cada quilómetro rodado (g/km). Um valor que se situa abaixo do limite mínimo de 130 g/km imposto pela legislação europeia em 2009 e que nesse ano, a média nacional era de 134 g/km. Tende assim, ocorrido uma melhoria de 5% em 2010.

Esta redução de emissões de CO2, fez com que Portugal mantivesse a segunda melhor posição do ranking europeu e muito perto de poder vir a destronar o primeiro lugar agora ocupado pela Dinamarca. É importante salientar que ambos os países penalizam, através das suas políticas de protecção do ambiente, os automóveis com maiores emissões de CO2.

Aceda ao estudo da T&E.

Booking.com
  • Nao me parece grande noticia pois o CO2 nao e’ um poluente, nao prejudica a nossa saude.
    Boa noticia seria por exemplo a reducao da poluicao do ar de Lisboa.
    A Camara de Lisboa gastou dinheiros publicos nas obras do Marques alegadamente para reduzir a poluicao local do ar. Mas mais-valia que promovesse a instalacao de postos de abastecimento de veiculos a gas natural a fim de melhorar o ambiente por toda a cidade.

  • Ricardo

    Uma boa notícia que… revela o nosso miserabiliasmo.
    Já antes tinhamos os carros menos poluentes, pois o nosso parque era essencialmente constituído por pequenos citadinos (AX, Unos, Corsas) ao invés de berlinas médias como nos países “ricos” da Europa.

    Mas já que falamos de poluição, gostaria de ver os resultados da medida mais mediática (e prejudicial para os proprietários com menos recursos) que resultou da proibição dos veículos pré-Euro 1 e Euro 2 rodarem em Lisboa. Se ainda não vimos nada é porque a diferença deve ser ínfima, senão mesmo inexistente.

    Posso andar de Hummer em Lisboa mas não de Uno 45 S…
    Portugal no seu melhor.