Tesla S P85D Brabus o primeiro do mundo veio para Portugal

Tesla S P85D Brabus o primeiro do mundo veio para Portugal. Segundo a Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), este veículo de mobilidade elétrica, comparável a um exclusivo da Ferrari, foi registado no início de 2016 em Portugal.

Este modelo da Tesla tem 772 cavalos de potência e pode ser personalizado com componentes aerodinâmicos, revestimentos interiores em pele e jantes Brabus, tendo o comprador português pago cerca de 100 mil euros pelo Tesla S P85D Brabus e tornou-se o primeiro do mundo a adquirir este veículo único.

Esta versão Brabus destaca-se, mais do que pela sua estética, mas também pelas modificações ao nível do design aerodinâmico tornando-o um dos carros mais velozes do momento (cerca de 2.7 segundos de tempo de aceleração aos 100 km/h).
A marca norte-americana Tesla, fundada em 2003, é uma referência no mercado na área de desenvolvimento de veículos elétricos topo de gama e de alta performance

O modelo Tesla S P85D Brabus nasce do casamento perfeito entre o conhecimento dos americanos da Tesla e a capacidade alemã da Brabus em oferecer a metamorfose de veículos exclusivos e topo de gama em modelos excepcionais.

Em 2015 este veículo desfilou pelos salões automóveis em todo o mundo onde, segundo a UVE, demonstrou ter “um destino improvável para upgrades”. No entanto, especula-se ainda que a Brabus pretende aumentar a potência do Tesla tornando-o assim numa versão exclusiva ainda mais ambicionada.

 

A circular na Avenida da Boavista, no Porto, foi possível observar um arranque impressionante aliado ao silêncio do motor! O Tesla S P85D Brabus anda a circular há quase um mês, numa estrada perto de si!

Fique com as fotos deste excelente super carro eléctrico e com um vídeo que mostra a sua anunciada e exuberante potência, que só um carro eléctrico com a assinatura Tesla poderia ter.

Foto Galeria:

 

Vídeo:

Booking.com
  • Filipe Marques

    Se este Tesla Brabus é o primeiro do Mundo, este que está à venda deve de ser o segundo, ou será ao contrário?