QUANTiNO 48VOLT. Carro alimentado por água salgada

Primeiros 150 mil kms percorridos pelo carro movido a água salgada.

QUANTiNO 48VOLT. Carro alimentado por água salgada

QUANTiNO 48VOLT. Carro alimentado por água salgada. Primeiros 150 mil kms percorridos pelo carro movido a água salgada.

O projecto do carro alimentado a água salgada está a ser desenvolvido pela empresa suíça, nanoFlowcell. O projecto iniciou em 2014 e a empresa continua a trabalhar no sentido de evoluir mais o QUANTiNO 48VOLT. O construtor suíço espera conseguir uma garantia de 1 500 000 quilómetros para este modelo.

A indústria automóvel atravessa um momento de grandes mudanças e inovações tecnológicas. A principal razão para essas mudanças são as preocupações ambientais e onde os construtores estão focados em construir soluções que visem a redução drástica das suas pegadas ambientas. À questão ambiental, juntamos também a procura de alternativas aos combustíveis fósseis. Neste sentido, são já muitos os construtores que se viraram para o mercado dos carros eléctricos. Sendo que os principais construtores de carros 100% eléctricos são a Nissan, Renault, BMW e a Tesla, entre outros que vão lançando as suas ofertas.

QUANTiNO 48VOLT

Mas, os carros eléctricos não são a única tecnologia para a construção de carros menos poluentes. O Fuel-cell aparece como uma das soluções mais promissoras, eficientes e menos poluentes. No entanto, só alguns construtores estão a desenvolver os carros movidos a pilha de combustível, ou seja, Fuel-cell. Estamos a falar da Toyota e da Hyundai.

nanoFlowcell desenvolve nova tecnologia

A busca de alternativas energéticas fez com que muitos construtores começassem a investir na investigação e desenvolvimento nos carros eléctricos, outros em Fuel-cell e a nanoFlowcell no recurso à Água Salgada Ionizada.

Como funciona a tecnologia da nanoFlowcell?

A nanoFlowcell usa como combustível a água salgada ionizada. Neste sistema, observamos que os líquidos de iões positivos e negativos estão armazenados separadamente. Depois, a passagem destes líquidos por uma membrana vai promover a interação dos iões negativos com os positivos e daí resulta uma corrente eléctrica que será depois usada para alimentar os motores eléctricos do QUANTiNO 48VOLT.

QUANTiNO 48VOLT

Comportamento a possíveis problemas?

O resultado prático de todos os testes realizados revelam que as baterias do QUANTiNO 48VOLT são muito fiáveis e não apresentando necessidade de manutenção nem desgaste. No entanto, as bombas de eletrolíticas apresentaram algum desgaste e necessidade de intervenção. Para além das bombas, todo o sistema desenvolvido pela nanoFlowcell revelou-se muito sólido, até porque, o sistema não possui peças móveis ficando assim mais protegido a falhas mecânicas.

Garantia de 1 500 000 quilómetros

Com base nos testes realizados, a nanoFlowcell espera conseguir garantir uma vida útil de 50 mil horas de utilização para o QUANTiNO 48VOLT e restantes modelos que venha a desenvolver. Se fizermos os cálculos e passarmos de horas para quilómetros, as 50 mil horas de utilização correspondem a 1.500.000 quilómetros de garantia. É de facto uma garantia que nenhum construtor de automóveis consegue garantir neste momento.

QUANTiNO 48VOLT

O Impacto ambiental

No Ful-Cell, o correspondente às emissões de CO2 e gases NOx é tão somente água e isso é o resultado final da tecnologia da nanoFlowCell. Ou seja, o resultado final da reação química é só água. Facto que permite à empresa Suíça apregoar a venda de um veículo automóvel de abastecimento rápido e “emissões zero”.

Chamamos atenção para o facto de os construtores de carros eléctricos apregoarem que estes são “emissões Zero”. De facto são, mas a sua pegada ambiental por via das baterias vai ser gigantesca. Vamos ver como é que os construtores vão solucionar este problema no futuro.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS do QUANTiNO 48VOLT

Potência: 109 CV;

Aceleração:  0-100 km/h 5 segundos;

Peso do conjunto: 1421 kg.

Um dos problemas que a nanoFlowcell irá encontrar pela frente será, sem dúvida alguma, os interesses económicos que existem no mercado dos combustíveis. Começando desde logo por dificultar a implementação deste combustível nas redes de distribuição. Vamos aguardar pela colocação do produto no mercado e vamos ver como é que os Governos europeus se comportam.

Foto Galeria