Pagamentos de Scut! Para quem não tem dispositivo automático, quais as alternativas?

Como pedir o recibo de pagamento?

Pagamentos SMS CTT portagens

Quando o assunto é pagamentos de Scut, as dúvidas surgem com muita naturalidade. Entre elas, as mais comuns, “Para quem não tem dispositivo automático, quais as alternativas? Como pedir o recibo de pagamento?”.

E, apesar de este assunto já ter sido explicado vezes sem conta nos canais de televisão e revistas da especialidade, ainda levanta dúvidas a alguns leitores. Por esse motivo, decidimos não só explicar quais os meios de pagamento que os condutores têm à disposição, bem como é que podem solicitar o seu recibo de pagamento.

A razão pela qual falamos no recibo de pagamento é porque um dos meios alternativos de pagamento das Scut é o multibanco. Neste caso o sistema envia um SMS para o seu telemóvel com uma referência multibanco. Acontece que muitos dos condutores que utilizam este tipo de serviço, não sabe como pedir o recibo.

Mas, antes de explicar como pedir um recibo de pagamento, vamos só relembrar que um condutor que não dispõe de dispositivo electrónico “via Verde”, poderá efectuar o pagamento à posteriori, numa sucursal dos CTT, serviço de Payshop ou multibanco.

As dúvidas relativas ao pedido do recibo, residem precisamente no meio de pagamento multibanco. Isto porque, enquanto os outros meios de pagamento entregam ao cliente um recibo, o multibanco só entrega o recibo que sai do ATM. Documento que não tem validade legal para as finanças.

Então, se um condutor utilizar o multibanco como meio de pagamento, vai receber um SMS com uma referência multibanco, depois efectua o pagamento e 48 horas após terá de aceder ao site http://portagens.ctt.pt/Recibos, é nesta plataforma que os recibos estão disponíveis.

Para tal, o condutor deverá inserir o número da matrícula e o número do comprovativo facultado no “SMS” de confirmação que é enviado após o cliente ter efectuado o pagamento.

Mas se quiser obter o recibo de pagamento com o seu número de identificação fiscal incluído na factura, deve mencionar o respectivo número de identificação fiscal no “SMS” enviado. Neste caso o texto do SMS deverá ser [CTTMB+espaço+matricula+espaço+NIF ] (ex.: CTTMB 00-AA-00 123456789].

Depois o sistema fará a validação do NIF para que este possa ser incluído na factura.

Os pedidos por “SMS” que não tenha NIF serão emitidos em nome de “consumidor final”, não sendo possível no futuro a inclusão do NIF.