Já atravessaste a passadeira com vermelho para ti? E se isto te acontecesse, qual seria a tua reação?

O simulador de impacto. Este vídeo mostra a forma de chamar atenção aos peões que atravessam a passadeira no vermelho, ou seja, tratamento de choque

Já atravessaste a passadeira com vermelho para ti? E se isto que acontecesse, qual seria a tua reação?

Já atravessaste a passadeira com vermelho para ti? E se isto te acontecesse, qual seria a tua reação? O simulador de impacto. Este vídeo mostra a forma de chamar atenção aos peões que atravessam a passadeira no vermelho, ou seja, tratamento de choque.

O ser humano cria rotinas no seu dia-a-dia que nos levam a fazer coisas em modo de piloto automático. E, atravessar a passadeira é uma dessas coisas. Muitas das vezes os peões fazem-no com o sinal vermelho, colocando assim a sua vida em risco.

A questão é, qual o melhor método para ensinar os peões a respeitarem as regras para a travessia de peões, ou seja, as passadeiras? Há quem diga que a punição, coima, é a melhor via. Mas, não foi isso que a Segurança Rodoviária de Paris (SRP) entendeu ser o melhor método.

A SRP para alertar os peões para os perigos de atravessar a passadeira quando o sinal está vermelho, decidiu recorrer à conhecida terapia de choque.

O que é que fez a SRP?

A SRP realizou uma campanha com o objectivo de chamar atenção dos peões para esse problema. Para isso, instalou um painel publicitário junto da passadeira. Painel equipado com colunas de som, câmaras de vídeo e display.

Assim que o sinal passava de verde para vermelho, para os peões, a câmara regista o momento em que o peão atravessava com o sinal vermelho e é assustado pelo som que a coluna emite. O som é o de uma travagem brusca de um automóvel a alta velocidade, ou seja, um simulador de Impacto. Depois do momento criado e captado, no display aparecia a imagem do peão no exato momento em que apanhou o susto.

Essa imagem fazia-se acompanhar da seguinte mensagem: «Não corra o risco de ver a morte de frente.». Mas, o melhor mesmo é ver o vídeo.

Vídeo do Simulador de Impacto