A invenção do governo para 2014. O Imposto Único de Circulação extra para carros a Diesel

Agravamento do Imposto Único Automóvel para carros diesel - Orçamento de Estado 2014

Como é do conhecimento geral o Orçamento de estado (OE) para o ano de 2014 apresenta muitas surpresas desagradáveis e o sector automóvel é uma vez mais atropelado por medidas que penalizam muito um sector que já se encontra mergulhado numa crise há alguns anos. Vê novamente nas medidas propostas no OE para 2014, aquilo que poderá dizer por outras palavras, “a estucada final”. O governo não mexe no ISV – Imposto Sobre Veículos, antes pelo contrário é no IUC – Imposto Único Automóvel que o governo mexe.

O governo cria um imposto adicional que agrava o IUC em 20% só para os carro movidos a diesel.

A Ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, não se limitou a actualizar as tabelas do IUC em cerca de 1%. Antes pelo contrário, deu asas à sua criatividade e criou um imposto adicional que incide sobre os valores do IUC actual, para taxar as viaturas ligeiras de passageiros já existentes. A previsão de valores para esta taxa anda na ordem dos 20% sobre o valor de IUC.

Esta medida, não faz qualquer sentido, tendo em conta que o governo diz querer estimular a economia. A questão que se coloca é, como? Isto porque, o parque automóvel é maioritariamente diesel.