Insólito! Se conduzir não beba leite

Insólito! Se conduzir não beba leite

Insólito! Se conduzir não beba leite. Assim à primeira vista, a notícia parece se tratar de um insólito, mas não é.

Tudo começou quando os Oficiais de saúde Russos quiseram punir a quem quer beber kefir, uma bebida à base de leite.

Para quem não sabe o kefir é uma bebida muito semelhante ao leite e é uma bebido muito típica na Rússia. No entanto, esta bebida é o centro de uma polémica sobre a condução sobre o efeito do álcool.

Este é efectivamente um tema muito delicado na Rússia, pois, morrem em média cerca de 30 mil pessoas por ano, vítimas de acidentes de viação. Para terem uma ideia de quanto o tema é delicado, o o limite máximo da taxa de alcoolemia é ZERO.

E este é que é o verdadeiro problema, pois são vários os interessados em querer ver esse limite aumentado, alegando que o limite zero contribui para o aumento da corrupção na policia. Outro exemplo que dão é o facto de alguns medicamentos colocarem a taxa superior a zero o que significa que essas pessoas não poderiam conduzir, mas, conduzem.

No entanto, o inspector chefe das autoridades sanitárias russas, Gennady Onischenko, apresenta-se publicamente contra e, num discurso que está a causar polémica, alertou os cidadão para os perigos de conduzir depois de beber kefir, a tal bebida à base de leite com menos de 0,1 por cento de álcool. É praticamente impossível ficar embriagado com a bebida.

As palavras de Onischenko, estão a gerar várias criticas em tom de gozo no país, uma vez que comparou a condução sob efeito do álcool ao terrorismo.

Nas redes sociais surgem imagens com um copo de kefir e a expressão: “Não! Estou a conduzir.”

Booking.com