Combustíveis. Qual a razão para os preços não descerem?

O barril de petróleo desce e porque razão não baixam os preços dos combustíveis?

Combustíveis. Qual a razão para os preços não descerem?

Combustíveis. Qual a razão para os preços não descerem? O barril de petróleo desce e porque razão não baixam os preços dos combustíveis?

Temos a certeza que não é o único a colocar estas questões. Todos os dias ouvimos notícias que referem que o preço do barril de petróleo desce. No entanto, o preço dos combustíveis mantêm-se e por vezes sobe. Porquê?

Sabemos que a principal variável que interfere muito no preço dos combustíveis é o custo da matéria prima. O que não entendemos é o porquê de estarmos a pagar um custo de combustível por um valor bem acima do valor que seria pago pelo custo atual do barril de petróleo.

Exemplo

Para que se tenha uma noção, veja o seguinte exemplo:

Em 2009 o preço médio do litro da gasolina 95 era de 1,235€. Valores segundo os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia – DGEG. Esse custo tinha por base o preço médio do barril do crude, conforme dados da OPEP, publicados no site Statista, foi de 61,51 dólares.

No entanto, se analisarmos os dados dos os preços atuais 2017 revela uma diferença muito significativa. Apesar de os dados de este ano ainda não estarem fechados por razões obvias, esta organização aponta uma média do preço do barril de 52,39 dólares, enquanto o preço médio por cada litro de gasolina 95 é de 1,490€, para o combustível simples.

É precisamente isto que não se entende. Temos um preço de aquisição de matéria prima a um custo mais baixo e um preço de combustível final mais caro. Ou seja, o preço do combustível não acompanha a descida do custo da matéria prima.

Qual a razão para isto acontecer?

A razão, é explicada através dos relatórios de estatísticas da DGEG relativas a este ano, ou seja, a carga fiscal à qual os combustíveis estão sujeios.

O preço médio do combustível sem taxas (PST) é de 0,56€, enquanto o valor de ISP (Imposto sobre Produtos Petrolíferos e que engloba também a categoria Outros) é de 0,652€. A este valor ainda temos de acrescentar o IVA de 23%, ou seja, mais 0,279€. Contas feitas, chegamos ao valor médio final de 1,490€, por cada litro de gasolina 95.

Outra razão

Os impostos não são sozinhos os responsáveis pelos preços assassinos dos combustíveis em Portugal.

Segundo a petrolifera portuguesa Galp, refere através da sua página web outras condicionantes para a mutação dos preços dos combustíveis.

Referindo a influência da conversão cambial dólar/euro e o próprio mercado de cada combustível:

O preço da gasolina e do gasóleo antes de impostos não dependem apenas do preço da principal matéria-prima. O gasóleo e a gasolina têm mercados próprios e as suas cotações são influenciadas por diversos fatores, muitos deles exógenos ao mercado europeu, como os picos de procura de gasolina durante a driving seasonnos Estados Unidos, ou as tendências do mercado asiático (China e Índia) que afetam de forma distinta o preço final do gasóleo e da gasolina”, no site da Galp.