A construção do CUPRA e-Racer, passo a passo

O CUPRA e-Racer, é o primeiro Carro de Turismo de competição 100% eléctrico do mundo

A construção do CUPRA e-Racer, passo a passo

A construção do CUPRA e-Racer, passo a passo. O CUPRA e-Racer, é o primeiro Carro de Turismo de competição 100% eléctrico do mundo.

O CUPRA e-Racer, é o primeiro Carro de Turismo de competição 100% eléctrico do mundo, podendo alcançar os 270 km/h. Uma bateria com 6.072 células e quatro motores para um veículo que alcança os 100 km/h em pouco mais de três segundos. Um desafio de design e de mecânica que consumiu mais de 20.000 horas de trabalho.

Atinge os 100 km/h em 3,2 segundos, supera os 270 km/h e o seu motor ultrapassa as 12.000 rotações. Falamos do CUPRA e-Racer, o primeiro modelo eléctrico de competição da nova marca CUPRA. Um veículo que funciona com baterias, mas que tem a potência de um desportivo a gasolina:

1) Um carro com 6.072 pilhas:

A bateria deste carro eléctrico é tão potente como as de 9.000 telefones móveis ligadas em conjunto. A energia provém de 23 painéis, cada um com 264 células de carga que precisam de 40 minutos para uma carga completa.

2) Uma bateria que pesa meia tonelada:

Os seus 450 quilos representam um terço do peso total do veículo. Por esta razão, “o seu posicionamento foi um dos maiores desafios que enfrentámos”, diz Xavier Serra, diretor técnico deste projeto. É tão grande e pesada que o seu volume teve que ser distribuído por toda a zona inferior do carro, de forma a manter o equilíbrio e funcionalidade.

3) Quatro motores num automóvel:

“A potência é, sem dúvida, um dos aspetos mais surpreendente neste veículo”, diz Xavier Serra. Este modelo recebe quatro motores, colocados na secção posterior, que permitem que “o CUPRA e-Racer alcance 12.000 rotações, face às 6.500 de um veículo de competição a gasolina, tendo apenas uma única relação de caixa”, confirma Xavier Serra.

4) Um design vencedor:

“Conquistar a aerodinâmica foi o objetivo principal”. Assim, os retrovisores foram substituídos por minicâmaras, “para que o carro tenha uma melhor dinâmica”, acrescenta Serra. O condutor pode ver tudo o que se passa à sua volta através de um grande ecrã integrado no tablier.

5) Um mosquito no asfalto:

Serra garante que a sensação ao volante é diferente em relação a um carro a gasolina e que o que surpreende primeiro é a “aceleração”. O som deste veículo é também algo de novo: “Em relação ao rugido de um veículo tradicional, este eléctrico emite um som que faz lembrar um mosquito”.

6) De um Leon tradicional a carro de competição:

O novo modelo CUPRA e-Racer tem como base o chassis do SEAT Leon. A esta estrutura, são acrescentados elementos de segurança, como o arco de segurança interior, para poder participar em competição.

Foto Galeria