Questões ambientais mudam hábitos de consumo dos portugueses

Estudo revela que os portugueses estão preocupados com o impacto das suas escolhas diárias no ambiente  

Questões ambientais mudam hábitos de consumo dos portugueses

Questões ambientais mudam hábitos de consumo dos portugueses. Consumidores portugueses estão a alterar os seus hábitos de consumo devido a questões ambientais.

Estudo revela que as questões ambientais estão a mudar os hábitos de consumo dos portugueses. Isto porque, os portugueses estão preocupados com o impacto das suas escolhas diárias no ambiente.

O estudo foi realizado pela Bolt, a maior plataforma de mobilidade da Europa. O estudo mostra que a maioria dos portugueses estão preocupados com o ambiente e procuram formas mais sustentáveis de mobilidade.

Dos 8168 portugueses inquiridos, cerca de 95% indicam estar preocupados com o impacto que as suas escolhas causam no meio ambiente. 89% dos inquiridos refere já ter alterado os seus hábitos de consumo para escolher opções mais sustentáveis.

Estudo Bolt

O estudo conduzido pela Bolt, que teve como objetivo analisar os hábitos “verdes” dos seus utilizadores. Foi realizado em Portugal, Reino Unido, Ucrânia, Polónia e França, e foi respondido por 4660 mulheres, 3385 homens portugueses, com idades compreendidas entre os 21 e 30 (43,7%) e os 31 e 40 (23,2%).

O público-alvo analisado, acredita que as suas ações pessoais podem fazer a diferença no ambiente. Sendo que 94,6% dos portugueses gostariam que as marcas os ajudassem a ser mais ecológicos na sua vida diária, com a oferta de opções mais sustentáveis.

Em relação aos seus hábitos de mobilidade, os dados revelam que 50% dos inquiridos desloca-se diariamente para o trabalho de transportes públicos. Sendo que 28% o fazem ainda no seu carro pessoal. Já para percursos inferiores a 3 km, a maioria dos portugueses desloca-se a pé (40%) ou de transportes públicos (27%).  Quando questionados sobre a possibilidade de se descolarem num veículo elétrico, 85% dos inquiridos indica que preferiam escolher esta opção mais sustentável, se o custo fosse o mesmo.

Declarações de Markus Villig, CEO e fundador da Bolt

De acordo com Markus Villig, CEO e fundador da Bolt. “estes resultados colocam nas empresas a grande responsabilidade de criar medidas ecológicas, como absorver os custos da diminuição da pegada de carbono, mantendo os preços baixos. Na Bolt temos o compromisso de fazer exatamente isso e esperamos que mais empresas sigam o exemplo. Estamos a trabalhar para acelerar a mudança para os veículos partilhados e mais eficientes – carros elétricos, bicicletas, trotinetes e outros tipos de veículos que ainda precisam de ser inventados. No entanto, embora procuremos reduzir as emissões adicionando mais veículos partilhados e elétricos às nossas frotas pelas cidades, a compensação de carbono toma medidas imediatas para reduzir as emissões de hoje.

É neste sentido que a plataforma de mobilidade, Bolt, lançou recentemente o Green Plan. Uma estratégia ambiental que tem como objetivo o investimento de 10 milhões de euros para equilibrar a  sua pegada de carbono nos próximos cinco anos. Enquanto isso, procura formas alternativas de reduzir as emissões diretamente.

Este valor começará por  ser usado para financiar projetos de energia renovável na África Oriental e na Índia. O objectivo é instalar turbinas eólicas e levar energia solar a famílias carenciadas, bem como financiar um projeto de criação de florestas no Reino Unido.

Green Plan

O “Green Plan” irá permitir posicionar a Bolt como a maior plataforma de transporte na Europa a tornar as suas viagens neutras em termos de carbono. Os objetivos da iniciativa ambiental incluem a contribuição da Bolt para compensar as emissões de CO2 do setor de transporte europeu em pelo menos 5 milhões de toneladas até 2025. Bem como, reduzir as emissões europeias de CO2, oferecendo mais opções de viagens ambientalmente sustentáveis aos passageiros e compensar as emissões dos escritórios da Bolt em todo o mundo em 2020.

A Bolt também se comprometeu a criar cidades mais verdes, lançando trotinetes elétricas em mais cidades. Permitindo assim, que os motoristas da Bolt contribuam para iniciativas verdes dentro da aplicação.