Qual o carro mais fiável? Segundo Artigo.

Qual o carro mais fiável?

Qual o carro mais fiável? Segundo Artigo. No primeiro artigo que o Automoveis-Online publicou acerca do estudo realizado para determinar qual carro mais fiável, falou sobre os carros da “classe A citadinos”. Esta semana vamos falar dos carros da “Classe B Utilitários”.

Se na Classe A citadinos o vencedor foi o Renault Twingo, na Classe B utilitários, o vencedor foi o Volkswagen Polo. O segundo lugar ficou para o Ford Fiesta e o terceiro para o Skoda Fabia.

Volkswagen Polo

vw poloQualidade 

Toda a estrutura envolvente de carroçaria e portas beneficiaram do melhoramento das juntas e da qualidade de montagem. Ao nível do interior, os materiais são de qualidade e acabamentos superiores. O painel de instrumentos, beneficiou de um design bem pensado ao nível da usabilidade, intuitividade e estilo.

Fiabilidade 

Registou falhas nas luzes de presença traseiras, que foram resolvidas com actualização do calculador que gere essa função. Relativamente à “caixa de velocidades DSG” apresentou pequenas disfunções, que levaram a uma nova parametrização informática da mesma. Também foi anotado que algumas unidades do VW Polo foram entregues com líquido de refrigeração inadequado. Contudo, revela uma excelente fiabilidade.

Ford Fiesta

ford fiesta conceptQualidade 

Com um Design muito intuitivo e de estilo arrojado, o Fiesta destaca-se por ter um interior muito cativante, onde o seu tablier e painel de instrumentos se destacam de toda a concorrência. Os materiais utilizados mais a qualidade de construção fazem deste modelo uma agradável surpresa. No entanto, nas motorizações diesel, torna-se um pouco ruidoso.

Fiabilidade 

Superior à geração anterior, graças às remodelações a que foi sujeito. Os motores diesel são do grupo PSA com provas de fiabilidade comprovadas, os motores a gasolina pertencem à geração anterior, destacando-se pela negativa o consumo. Verificaram-se problemas com as luzes LED’s que foram de pronto resolvidos. Registaram-se alguns problemas em alguns auto-rádios.

Skoda Fabia

skoda fabiaQualidade 

No pequeno modelo Checo, tem-se vindo a notar que a qualidade “Alemã” tem vindo a aumentar. Começando pelos ajustes de carroçaria, que foram muito precisos. O interior de linhas sóbrias, materiais robustos, transmite solidez. Contudo, nos motores diesel torna-se num carro muito ruidoso.

Fiabilidade

Sendo um carro do Grupo Germânico Audi-Vw, este pequeno modelo partilha os mesmos materiais que o Audi, vw e Seat. Os motores garantem igualmente um bom nível de fiabilidade e ao nível da arquitectura electrónica não sofre defeitos ocasionais. Na motorização 1.2, verificou-se a deterioração prematura da correia de distribuição.

Renault Clio

renault clioQualidade 

Ao nível da estrutura o Clio beneficiou e muito com o restyling efectuado em 2009. As peças de carroçaria com fixações fracas e capazes de produzir ruídos, desapareceu por completo. O interior beneficiou muito com a qualidade dos materiais e qualidade de montagem. Foram anotados problemas ao nível da instrumentação, que continua a manter a tendência de se desconfigurar e a obrigar à sua reprogramação.

Fiabilidade 

Apesar das habituais chamadas para rectificação em após-venda, o Renault Clio registou um incremento significativo no mercado desde 2005. As caixas de velocidades manuais foram alvo de reajustes para afinação do comando. Algumas unidades do modelo, saíram com pastilhas de travão ruidosas por defeito de fabrico.

Peugeot 207

peugeot 207Qualidade 

O Peugeot 207 ao nível da qualidade de construção poderia rivalizar com o vencedor (Polo), pois dispõe de argumento neste capítulo. A textura e fixação das peças de exteriores e interiores não merecem qualquer apontamento negativo. Só os elevadores dos vidros eléctricos obrigaram à substituição de peças do mecanismo.

Fiabilidade

Foram anotados casos de perda de assistência da direcção por erro informático. Na primeira série produzida no primeiro semestre de 2008 o calculador central (BS) teve de ser substituído. Em algumas unidades com motorização 1.4 e 1.6 a gasolina, o catalisador teve de ser substituído. Nos motores diesel 1.6 HDI de 90 e 110 cv, verificaram-se disfunções da válvula EGR.

Citroën DS3

citroen ds3 racingQualidade 

O DS3 posiciona-se como a versão mais top do novo C3. Apoderou-se da base do C3, mas melhorou a qualidade. Essa qualidade é visível ao nível do exterior, ao nível interior, possui os mesmos materiais, mas goza de melhor fixação e acabamentos face à anterior geração do C3.

Fiabilidade 

Tal como o C3 o DS3 não escapou às rectificações próprias de um modelo lançado recentemente. Assim, ocorreram rectificações na transmissão e ajustamentos na direcção assistida, revisão do eixo dianteiro e da fechadura do capot do motor. Foram também efectuadas, alterações de fixação do depósito de combustível.

Seat Ibiza

Seat IbizaQualidade

Embora com a mesma base do Vw Polo, não se conseguiu livrar da imagem exterior deixada pela anterior geração do Ibiza. Ao nível do habitáculo, goza de uma qualidade inegável de todos os materiais, o painel de instrumentos é a única parte de tablier que utiliza uma mistura de plástico rígido.

Fiabilidade 

Apresenta problemas de engrenagem da caixa de velocidades. O Seat Ibiza recorre à tecnologia germânica das motorizações e outros componentes mecânicos e electrónicos. Graças este importante recurso apresenta m excelente nível de fiabilidade.

Opel Corsa

opel corsaQualidade 

Com o novíssimo restyling, o tablier está mais ajustada e os materiais apresentam solidez. A fixação das peças de carroçaria, foram igualmente alvo de reajustes. As saídas de ar da climatização registaram bloqueios, obrigando à substituição.

Fiabilidade 

Foram detectados problemas na caixa de direcção e nas soldaduras dos braços inferiores de suspensão. A fixação do cabo do travão de mão continua a desprender-se e a obrigar a um reaperto. Globalmente a fiabilidade do Opel Corsa é boa.

Dacia Sandero

Dacia Sandero

Qualidade 

Embora dentro das normas, as peças da carroçaria mereciam outro cuidado. No entanto, a pintura e a maioria das soldaduras não merecem criticas. O interior pede um restyling estilístico onde a os materiais (básicos mas robustos) não são atraentes. Contudo, o preço pago no fim justifica tudo o resto.

Fiabilidade 

São os defeitos de algumas combinações de instrumentos a avaria mais comum no Dacia, a mecânica não acusou qualquer problema. Os motores Renault/Nissan possuem boa fiabilidade confirmada. O Sandero não utiliza um sistema de multiplexagem que é a causa de muitas avarias electrónicas.

Mercedes-Benz Classe A

mercedes classe a editionQualidade 

O Mercedes-Benz Classe A oferece materiais de boa qualidade e agradáveis ao toque e com um aspecto pomposo para este segmento. Mas depois possui manípulos que se desprendem com facilidade. A insonorização nas versões gasóleo está longe de ser condizente com os elevados padrões de qualidade da marca Alemã.

Fiabilidade 

Depois de resolvidos os problemas com a caixa automática, a segunda geração do Mercedes-Benz Classe A conseguiu resolver muitos problemas mecânicos. A utilização de um produto de isolamento de fraca qualidade no comutador do limpa-vidros implicou disfunções no sistema.

Booking.com