WRC Fafe Rallye Sprint. Só para amantes dos rallys, acessos às Zonas de Espectáculo!

WRC Fafe Rallye Sprint zona exclusiva

Para amantes dos rallys - Acessos às Zonas de Espectáculo! WRC Fafe Rallye Sprint

WRC Fafe Rallye Sprint. Só para amantes dos rallys, acessos às Zonas de Espectáculo! A mítica região de Fafe está em festa com a realização da segunda edição do sempre espetacular “WRC Fafe Rallye Sprint”. A segunda edição vai-se realizar a 6 de abril, naquele que se poderá considerar um dos mais míticos troços de rally, estamos a falar do troço Fafe-Lameirinha

Esta prova antecede o Rally de Portugal de 2013 e será regido pelas actuais regras impostas pelo WRC – Campeonato do Mundo de Ralis no que diz respeito à matéria de segurança.

Assim, os espectadores irão ser colocados de forma concentrada nas secções bem definida e denominadas por Zonas Espectáculo (Z.E.). Zonas essas, equipadas com melhores condições de conforto, segurança e higiene.

Assim sendo e para garantir que a prova se possa realizar nas condições de segurança exigidas, os espectadores têm de escolher com a devida antecedência qual a Zona de Espectáculo que pretendem, uma vez que é extremamente proíba a presença de público fora destas Z.E.. Outro facto a ter em conta é a transição entre Z.E., esta é desaconselhada e a deslocação de publico pelo percurso ou bermas é mesmo proibida. Os espaços para a colocação do público vão ser limitados pela rede laranja.

O WRC Fafe Rallye Sprint vai ter três passagens consecutivas e para que esta se possa realizar, os pilotos devem efectuar os troços de ligação sem qualquer tipo de problemas. Assim , a circulação está cortada a todos os veículos, nas estradas de acesso à Zona de partida do evento, no lugar de Vila Pouca.

Outro local a ter em atenção é a EM 614, local por se fará o regresso ao parque de assistência, onde a utilização e o estacionamento estarão também muito condicionados.

Então as Zonas de Espectáculo são:

ZE 1 – “Monte do Marco”

Trata-se de uma zona bastante rápida com apenas 1,54 km de extensão. É interrompida por uma “chicane” natural ao km 0,57. Derivado às condições naturais do troço e por ausência de talude de protecção do lado esquerdo da prova, os espectadores serão colocados do lado direito, local mais elevado e onde estarão mais seguros. Esta é a ZE com mais espaço disponível para estacionamento nas imediações.

Acessos:

Para chegar a esta Z.E. A partir de Fafe deve fazer-se pela EN 206 na direcção nascente até ao km 63,4 da EN206 no lugar de Lameira onde se vira à esquerda. Depois, tem de seguir por mais 600 m em estrada de alcatrão até encontrar uma estrada em terra batida e à esquerda. Uma vez na estrada de de terra batida deverá seguir ao longo dos 3800 m que o separam da ZE onde irá encontrar os espaços para estacionar nas bases planas dos 11 aero-geradores ai instalados. Uma vez lá, deverá estacionar ordenadamente o seu veículo e no sentido da saída.

ZE 2 – “Salto de Pereira”

O seu inicio deste troço inicia logo após a capelinha que se situa no km 2,13 da PEC. E se estende até 150 metros após o primeiro dos dois saltos que este troço oferece. Nos primeiros metros da ZE o espectador pode assistir do lado direito no sentido da prova, à passagem dos concorrentes numa zona bastante rápida, que depois começa a subir e a estrada vai ficando cada vez mais estreita até ao mítico salto situado perto da Casa do Penedo.

Acessos:

Para aceder a esta zona de espectáculo só se pode fazer por Fafe e pela EN 206 na direcção de Arco de Baúlhe. Após 15 km, no centro de Gandarela, seguir pela esquerda mais 2 km até S. Clemente de Basto e pela estrada principal mais 3 km até ao lugar de Pereira onde encontrará um entroncamento. Se seguir pela direita terá perto a Z.E. “Salto de Pereira” e, pela esquerda, a Z.E. Monte do Marco.

ZE 3 – “Confurco”

Confurco, é só um dos locais mais famosos e mais apreciados pelos amantes dos rallis. É neste local que a prova atravessa a EN 311. Neste troço a aproximação ao alcatrão faz-se a descer, onde se encontram curvas mais lentas até duas direitas abertas que antecedem uma recta de 100 metros com final largo que permite entrar bem depressa nos 50 metros de alcatrão liso mas sujo devido à passagem dos primeiros automóveis. No entanto a saída de novo para a terra é bastante lenta e possibilita uma subida em aceleração. O espaço é aberto e permite aos espectadores assistir a uma extensão considerável do troço. Esta zona espectáculo sofreu algumas intervenções para que pudesse albergar mais espectadores dentro dos locais designados para o efeito. Criaram-se condições que permitem obter, novamente, imagens fantásticas num ambiente único.

Acessos:

Esta é uma zona de espectáculo onde o acesso só poderá ser feito a partir da EN 311 mas, infelizmente, não existem parques disponíveis nas imediações. Partindo de Fafe, devem seguir a EN durante 11 km na direcção de Cabeceiras de Basto e estacionar de acordo com as indicações das autoridades.

ZE 4 – “Salto da Pedra Sentada”

Zona quente. Esta é uma zona de espectáculo e trata-se de uma zona que foi desenhada para permitir que os espectadores pudessem assistirem em segurança ao segundo salto, seguido por uma descida para uma curva à direita que antecede a recta final da prova. A inclinação da estrada permite “saltos em comprimento” aos concorrentes mais corajosos e deliciar os espectadores com bons momentos de condução. Tal como na ZE1, também aqui existe muito espaço para estacionar nas bases dos aero-geradores, pertencentes ao primeiro parque eólico, instalados também nas imediações desta zona espectáculo.

Acessos:

Sendo que o acesso se faz pela EM 614. a ZE 4 fica a 10 km de Fafe e devem seguir-se as indicações Lagoa, Rossas ou Vieira do Minho via EM614. Mas esta mesma estrada será também utilizada pelos concorrentes para regressarem após cada uma das 3 passagens ao parque de assistência. O trânsito e o estacionamento na EM 614 estarão, por isso, muito condicionados.

A norte de Lagoa existe um segundo parque eólico que oferece também bastante espaço para estacionar. Acessos alternativos à EM 614 para chegar ao lado norte da povoação de Lagoa:

1) abandonar a EM 614 após Medelo, seguindo à esquerda, para Queimadela durante 5 km pela EM 612. Na igreja de Queimadela, seguir à direita até um entroncamento em Calções. Aqui, deve seguir em frente para Felgueiras e não à direita para Cheda. A estrada é boa mas não aparece nos mapas. Em Felgueiras seguir as indicações até Lagoa por Gontim.

2) (Percorrendo 3 km da estrada com piso de terra): – Sair de Fafe, seguir pela EN 207 durante 8 km e, em Travassos, virar à direita para Monte. Continuar pela estrada principal, sempre pela esquerda, até Monte durante 5 km. No centro de Monte, virar à direita, e seguir mais 4 km, em piso de terra, até Lagoa por Gontim.

Horários:

SS1 – Fafe1 – 6,34 km – 14h20m

SS2 – Fafe2 – 6,34km – 15h25m

SS3 – Fafe3 – 6,34km – 17h10m


Mapa Online ZE 2 – “Salto de Pereira”;

Mapa Online ZE 3 – “Confurco”;

Mapas Online ZE 4 – “Salto da Pedra Sentada”:

Local 1 

Local 2 

Local 3 

Para aqueles que não sabem do que estamos a falar fiquem com um pequeno vídeo.

Booking.com