O preço baixa e o combustível sobe

O preço baixa e o combustível sobe

A inércia de muitos permite os mega lucros de alguns. Pensamos em algumas formas de dizer isto com subtileza, e foi assim que o conseguimos. De facto o nosso país está completamente amarrado, nada faz para mudar o rumo das coisas.

Segundo a notícia avançada por um parceiro nosso, o preço do petróleo desvaloriza pela nona sessão consecutiva em Nova Iorque.

Contudo esta mesma noticia avança com uma estabilização dos preços de “Brent” sendo que mesmo assim o preço do Barril se situa agora nos 72,05 dólares por barril.

A questão é:

Será que a GALP, “que obteve lucros completamente desajustados, face à realidade actual”, nos quer fazer crer que só compram o petróleo, quando este está com o preço em alta?

Achamos que está na hora de ajustar definitivamente os preços do combustível, isto é, descer o preço na mesma proporção que subiu e com o mesmo espaço temporal.

“Os preços do petróleo desvalorizam pela nona sessão consecutiva em Nova Iorque, devido às perspectivas de fraca procura de combustíveis.

O barril de crude, a referência para os Estados Unidos, desvalorizava 0,47% para 69,54 dólares, protagonizando a nona sessão seguida de perdas. É o mais longo ciclo de quedas desde Julho de 2001.

Já o preço do barril de ´brent´, a referência para as importações portuguesas, avançava 0,24% para 72,05 dólares em Londres.

A motivar a descidas das cotações do crude em Nova Iorque está o anuncio de que o indicador de confiança dos produtores industriais do Japão – o terceiro maior consumidor de energia do mundo – registou o menor avanço este ano. O fraco desempenho deste indicador fez renascer os receios de que o crescimento da procura de combustíveis não vai ser tão elevado como o mercado tinha projectado.

“O próximo grande nível de suporte é os 65 dólares e se tivéssemos a negociar com base nos fundamentais, o petróleo desceria abaixo dos 60 dólares”, comentou Victor Shum, analista da Purvin & Gertz, à Bloomberg”

Fonte: Jornal do Crédito

Booking.com