Inside Motor com final inglório no Rali Castelo Branco

Rali Castelo Branco não teve um desfecho positivo para a equipa Inside Motor e para a dupla Daniel Nunes e Rui Raimundo

Inside Motor com final inglório no Rali Castelo Branco

 

Inside Motor com final inglório no Rali Castelo Branco. Rali Castelo Branco não teve um desfecho positivo para a equipa Inside Motor e para a dupla Daniel Nunes e Rui Raimundo.

O desfecho para a equipa da Inside Motor e a dupla Daniel Nunes e Rui Raimundo no Rali de Castelo Branco, não foi positivo. Isto porque, a dupla tiveram que desistir com a meta praticamente à vista.

Não está a ser fácil o início da temporada de 2017 para a equipa Inside Motor no Campeonato Nacional de Ralis de Duas Rodas Motrizes, somando nova desistência, desta feita no Rali de Castelo Branco.

Ninguém gosta de desistir e muito menos com a meta à vista. Os pernos da roda direita da frente do Peugeot 208 R2 voltaram a partir de forma inexplicável, levando que o Daniel Nunes fosse obrigado a desistir, depois de um rali muito complicado”, explica Joaquim Batalha, responsável da Inside Motor, afirmando ainda que “não se compreende como um peça nova tem um problema destes, tanto mais que já aconteceu também em Fafe e na parte final da época de 2016. Temos que averiguar para que tal não volte mesmo a acontecer”.

Quanto a Daniel Nunes, que teve a seu lado Rui Raimundo, o Rali de Castelo Branco não correu da melhor forma, com o piloto a afirmar que “desistimos neste rali novamente quando lutávamos pelo pódio das duas rodas motrizes. Contudo, partimos para este rali com o carro com um set-up desajustado e com o motor a não agradar em termos de performance, o que mais tarde foi corrigido. Ainda ganhamos troços entre os RC4, mas derivado ao set-up desajustado tivemos uma ligeira saída de estrada sem consequências que pudessem comprometer a prova. Infelizmente no final os pernos da roda ditaram novo abandono”.