EMPARK Investe €3M em Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos

São 31 parques e 10 Concelhos que vão ser receber postos de carregamento de eléctrico

EMPARK Investe €3M em Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos

EMPARK Investe €3M em Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos.
São 31 parques e 10 Concelhos que vão ser receber postos de carregamento de eléctrico.

A Empark vai investir €3M até 2022 em postos de carregamento elétrico em 31 dos seus parques distribuídos por 10 concelhos no país. Tendo já inaugurado 33 postos de média tensão (até 31 amperes) em 6 parques de estacionamento no eixo Central de Lisboa.

Os parques que agora oferecem postos de carregamento na capital são os de Campolide, Marquês de Pombal, Alexandre Herculano, Saldanha, Valbom e Berna, num investimento que se aproxima dos €250 mil.

Declarações de Paulo Nabais, Diretor Geral da Empark Portugal

“Os postos de carregamento agora instalados ocupam zonas premium nos parques de estacionamento, são de utilização universal estando, conforme impõe a legislação, ligados à rede Mobi-e”, explica Paulo Nabais, diretor geral da Empark Portugal.

O plano geral prevê equipar, até final da primeira metade de 2022, todos os 31 parques de estacionamento a um nível nacional, em mais 9 concelhos, Porto, Albufeira, Amadora, Barreiro, Cascais, Fundão, Leiria, Portimão e Vila Nova de Gaia.

“Neste momento estão já em curso os trabalhos de instalação de mais 48 postos de carregamento em 7 novos parques que serão colocados á disposição do público até final de Julho”, antecipa o mesmo responsável.

Locais dos novos parques

Os novos parques a receber postos de carregamento elétrico são: Restauradores, Mercado da Ribeira, Av. de Roma, Campo dos Mártires da Pátria, Alves Redol (em Lisboa), Largo da Estação (em Cascais), e Brasília (no Porto).

“Queremos oferecer pontos de carregamento ‘off-street’ em todos os parques onde exista disponibilidade de energia, sendo que, nacionais e estrangeiros, ficarão a saber que onde está a marca Empark, é sinónimo de disponibilidade para todos os que se deslocam em veículos elétricos”, adianta ainda o mesmo responsável.

A empresa já anunciou que há também um projeto semelhante em curso em Espanha.