Consegue imaginar um mundo sem carros?

Consegue imaginar um mundo sem carros?

Na Alemanha está a decorrer uma experiência interessante. Trata-se de transformar os subúrbios em zonas sem carros. A experiência está a ser feita em Vauban, uma antiga base Nazi transformada em cidade após a captura pelas forças Francesas no fim da Segunda Guerra Mundial. Em virtude de ter sido pensada como uma base, as ruas eram apenas estreitas divisões de espaço aberto entre quartéis. Assim, após a demolição dos edifícios originais e construção de novas casas, iniciou-se um projecto em que nessa cidade apenas existem carros na periferia, usados para viagens para o resto do país. Quem possui um carro, pode guardá-lo numa zona criada para o efeito que é comprada em conjunto com a casa. O resultado é que 70% das famílias residentes em Vauban não possui carro e 57% vendeu o carro ao mudar-se para lá!

Vauban foi completada em 2006 e é um exemplo de uma tendência crescente de uma separação da vida nos subúrbios da utilização de carros. Dessa forma espera-se reduzir drasticamente a emissão de gases que provocam o efeito de estufa, e consequentemente o aquecimento global. Uma comunidade deste tipo, chamada Quarry Village, está também a ser criada na Califórnia. No entanto existem dificuldades associadas ao valor de revenda de casas sem espaço para carros assim como a existência de leis que obrigam à existência de duas zonas de estacionamento por cada residência (esta lei obrigou à concessão de uma licença especial para o projecto Quarry Village). Além disto, existe uma certa suspeita por parte das pessoas quando lhes propõem a ideia de não possuirem carros ou possuirem menos.

De volta à Europa, o Reino Unido iniciou em 2000 um esforço de desencorajamento do uso de carros, forçando que novas construções possam ser acedidas por transportes públicos. Assim, a construção de dezenas de centros comerciais, restaurantes e conjuntos habitacionais foi negada por não estarem de acordo com este objectivo.

fonte: New York Times

 

Booking.com