Carregar o telemóvel no carro pode danificar ambos

Sabe porque não deve carregar o telemóvel no carro?

Carregar o telemóvel no carro pode danificar ambos

Carregar o telemóvel no carro pode danificar ambos. Sabe porque não deve carregar o telemóvel no carro?

Se é um daqueles condutores que usa porta USB do seu automóvel para carregar o telemóvel, este artigo é do seu interesse.

Pois provavelmente não sabe, mas, carregar o seu telemóvel no seu carro através da porta USB danifica o telemóvel e a sua viatura. Quando se trata de viagens longas e não tem outra solução, tudo bem. Mas, se não for esse o caso, saiba que está na hora de parar de o fazer.

Porquê?

Começamos desde logo por identificar que a energia da saída USB é muito inferior àquela que os telemóveis necessitam para serem carregados. Ou seja, quando se liga um telefone a uma fonte de baixa energia, está a dar permissão ao smartphone para absorver a pouca energia disponível a uma velocidade muito superior às capacidades da fonte USB.

O resultado é o que muitas vezes nos deparamos, ou seja, o smartphone aparenta estar carregado, até porque mostra o sinal que está a ser carregado, quando na verdade não está (ou está a fazê-lo a um ritmo muito mais lento).

Segundo a revista Reader’s Digest, que diz que, carregar o telemóvel no carro pode também causar danos na bateria do automóvel. Ainda que a dimensão dos danos possa estar na dependência da potência da entrada USB e o tipo de telemóvel utilizado. Mas, existe sempre uma elevada probabilidade do dispositivo roubar energia do carro.

Este efeito é reduzido nas viaturas novas, isto porque as suas baterias são praticamente novas. Mas, se o carro em questão for mais velho, o problema poderá ser mais grave, uma vez que as baterias são mais velhas.