Tesla. Primeira morte em modo de piloto automático

É a Primeira morte de um condutor ao volante de um veículo Tesla que seguia em modo de Autopilot

Tesla. Primeira morte em modo de piloto automático. É a Primeira morte de um condutor ao volante de um veículo Tesla que seguia em modo de Autopilot.

Perante este infeliz acontecimento, a marca americana, Tesla, anunciou que vai proceder a uma rigorosa avaliação de todos os seus veículos.

Em comunicado da empresa, a Administração Nacional de Segurança ao Tráfico Rodoviário (NHTSA), procedeu à abertura de uma investigação, com o objectivo de avaliar o desempenho do sistema “piloto automático”, no seguimento da notificação que a Tesla lhe enviou acerca da morte do condutor.

No comunicado, a empresa acrescenta ainda que, “Foi uma perda trágica e o primeiro incidente com o ‘piloto automático’ ativado”.

Nesse mesmo comunicado, a Tesla assinala que a Administração Nacional de Segurança ao Tráfico Rodoviário vai, numa fase inicial, fazer uma avaliação preliminar, no sentido de perceber se o sistema funcionou segundo as expetativas.

O sistema desenvolvido pela Tesla, denominado por Autopilot, respeita à função de condução autónoma. Este, para funcionar em pleno, utiliza 12 sensores ultra-sónicos que têm como função ler tudo o que se passa nas áreas envolventes da viatura, em todas as direções e a todas as velocidades.

O sistema não funciona de forma independente, ele requer a ajuda de um conjunto de outros subsistemas, principalmente o que controla as mudanças de faixa de rodagem sem intervenção do condutor, denominado por Auto Lane Change, desenhado para funcionar em situações de tráfego intenso e caso seja identificado um espaço para o efeito.

Vídeo Autopilot

Vídeo Auto Lane Change

Booking.com