Scuts leva ACP – Automóvel Clube de Portugal a apresentar queixa contra ex-governantes de Sócrates

Scuts leva ACP - Automóvel Clube de Portugal a apresentar queixa contra ex-governantes de Sócrates

O Automóvel Clube de Portugal (ACP) avançou para os tribunais contra antigos responsáveis das Obras Públicas do governo socialista de José Sócrates, tendo já entregado uma participação no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) contra Mário Lino, Paulo Campos e António Mendonça.

Segundo o jornal i, em causa estão as negociações e renegociações dos contratos das autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT), que começaram a ser pagas no passado mês de dezembro em todo o país.

Isto posto,o DIAP de Lisboa, dirigido por Maria José Morgado, vai agora dar início a um inquérito para apurar eventuais responsabilidades desses ex-governantes na prática de “gestão danosa”, mais adianta o ionline.pt, que teve acesso à participação efectuada pelo ACP.

“As parcerias público-privadas (PPP) dispararam durante os governos sob a direção do Eng.º José Sócrates e nos últimos cinco anos foram feitos, em termos de valor, mais de um terço dos contratos totais”, escreve aquele jornal, acrescentando ainda que aqueles três elementos causaram “um prejuízo da ordem de vários milhares de milhões de euros, que todos os portugueses têm de pagar (…) com reduções no salário, corte total ou parcial dos subsídios de férias e de Natal e agravamento dos impostos. E, para além disso, todos os automobilistas têm ainda de pagar para poder circular nas SCUT”.