Renault foi afetada pelo Ciberataque

A construtora de automóveis francesa, Renault, admitiu ter sido afetada pelo Ciberataque

Renault foi afetada pelo Ciberataque

Renault foi afetada pelo Ciberataque. A construtora de automóveis francesa, Renault, admitiu ter sido afetada pelo Ciberataque.

Todos os que estiveram mais atentos a este assunto sabem que o ciberataque foi um ransomware. E o que muito poucos sabem é que o ataque foi detido por acaso e por uns meros 10€.

Foi um jovem inglês de 22 anos e especialista em Cibersegurança que descobriu uma forma de travar a propagação do ataque que atingiu empresas e instituições de todo o mundo desde sexta-feira.

Como é que conseguiu deter o Ciberataque?

Segundo o “Daily Beast”, este investigador inglês descobriu que o software que estava a sequestrar ficheiros e a exigir dinheiro pelo resgate dos dados roubados tinha ligações com endereços na internet com a terminação “gwea.com” e que esse domínio não estava registado, logo, era como se não existisse.

Fonte: JN

O ataque à Renault

A construtora de automóveis Renault, através de um porta-voz da direção do grupo à agência francesa AFP admitiu ter sido afetada pelo ciberataque desta sexta-feira, “Nós fomos afetados”. Acrescentando que, ainda estão analisar a situação e que, “Uma operação está em vigor desde a noite passada. É necessário combater este ataque”.

Segundo a multinacional de serviços tecnológicos, Claranet, o ataque informático foi lançado à escala internacional. Atingindo principalmente entidades bancárias, empresas de telecomunicações e energia.

 

Booking.com