Quer Fazer Parte de um Movimento Anti-Burla?

por


Nesta artigo vamos divulgar a história do nosso utilizador Pedro Ribeiro:

“No outro dia precisei de um carro. Dirigi-me a diferentes Stands, vi diferentes carros. Obtive diferentes simulações de financiamento automóvel. Falei também com vendedores particulares que encontrei na Internet, em portais da especialidade. Durante o processo, alguns dos vendedores que visitei chamaram-me à atenção para o facto de ter cuidado com quem iria fazer negócio. Para ter cuidado com as garantias e as taxas. Outro disse-me: “Tenha muito cuidado a quem entrega a sua documentação para análise de crédito. Sei de casos em que as pessoas pensaram que estavam a fazer um crédito para um carro e mais tarde foram confrontados com meia dúzia de créditos contraídos em seu nome.”

Depois de recolhidas todas informações sobre carros todas decidi-me por um determinado Stand. Fechei o negócio. Celebrei o contrato físico com o vendedor, que ficou sujeito só à aprovação do crédito automóvel. Passado algumas horas o vendedor ligou-me para informar que o crédito não tinha sido aprovado, logo o negócio não poderia avançar. Fui tentar noutro vendedor. Esse também não conseguiu. Fiquei triste e desanimado.

Um dos vendedores particulares com quem tinha falado na Internet entrou em contacto comigo para perguntar se eu ainda estava interessado na viatura. Eu respondi que até poderia estar mas que não conseguia o financiamento pois os meus vencimentos eram muito baixos e que representava muito risco para o banco. O vendedor de imediato disse: “Não há problema nenhum, eu consigo o crédito”. “Fantástico” – respondi eu – “Preciso mesmo do carro.”

Combinámos um local, vi o carro, as condições de crédito, e entreguei a minha documentação para o crédito. Ele pediu-me para assinar quatro contratos auto-copiativos, só para facilitar e acelerar o processo, pois o que desse a resposta mais rápida era o que iria levar o negócio. Passado um dia, ele ligou e disse: “Amigo, tenho uma notícia para lhe dar, o seu crédito está aprovado”. Fiquei muito contente e perguntei de imediato quando é que me iria entregar o carro. “Ainda hoje, se quiser” – foi a resposta.

Perguntei como é que se iria tratar da documentação, como é que ele iria registar o carro em meu nome. Ele respondeu: “Não se preocupe, é o banco que lhe vai enviar os documentos para casa pois o senhor já assinou os documentos referentes ao automóvel e que já foram entregues no banco para a reserva de propriedade. Mas não se preocupe, pois eu vou-lhe dar toda a documentação necessária para que o senhor possa circular com o carro enquanto o banco lhe emite os novos documentos, em seu nome, bem como a copia do seu contrato”. Fiquei descansado, pois ele utilizou uma resposta semelhante à dada pelos outros vendedores com quem já tinha falado, mas cujo financiamento tinha sido recusado.

Recebi o carro. O vendedor rasgou os outros contratos, aqueles que não foram utilizados e foi-se embora. No dia seguinte liguei a perguntar quantos dias é que iria demorar a entrega dos documentos originais. Ele respondeu que poderia demorar até 90 dias.

Depois disto nunca mais precisei de o contactar.

“Correu bem” – poderá estar você a pensar. Mas não, fui burlado.

Passado três meses fui confrontado por três bancos diferentes que reclamavam prestações em atraso, relativos a crédito ao consumo que eu tinha contraído. Fui informado que tinha contraído crédito ao consumo através de um angariador externo, a quem eu recorri. Eu disse que não correspondia à verdade. O banco disse que não podia fazer nada, e que eu tinha mesmo que pagar esse financiamento.

Desesperado, liguei para o vendedor para lhe perguntar se ele tinha dado a minha documentação a alguém, mas o telemóvel dele estava desligado.

Como é que isto aconteceu?

Lembra-se daqueles contratos que eu assinei a mais, aqueles que ele rasgou? Esses eram falsos. Ele ficou com os que eu assinei, juntamente com a possível adulteração da informação do meu IRS, bem como os recibos de vencimento. Ele enganou também os bancos que nele confiavam, fazendo assim mais três créditos em meu nome.

Tive que contratar um advogado para fazer prova que houve burla, mas ainda não consegui provar a minha inocência, estando eu ainda a ter problemas graves com esta situação.

Peço a todos que enviem esta mensagem aos vosso amigos. A fim de evitar a mesma situação.

Cumprimentos,

Pedro Ribeiro”

———————————–

Por forma a evitar esta situação, recomendamos:

  1. Utilizem sempre vendedores com loja aberta ao público.
  2. Sempre que entregarem documentação pessoal para análise de crédito, barrem-na como se faz num cheque, bem em cima do documento. Entre as linhas do barramento escrevam o seguinte texto: “destina-se à utilização da empresa XPTO” (substituir XPTO pelo nome da empresa)
  3. Quando tiverem tempo devem escrever uma carta dirigida a todas instituições financeiras (cujo modelo tipo poderá obter numa futura newsletter). Esta carta deve dizer algo do género: “Só estão autorizados a fornecer crédito em meu nome, com a minha assinatura presencial”.

Esta era a mensagem de alerta que queriamos dar neste artigo. O resto do texto será dedicado a responder aos e-mails enviados como resposta a newsletters anteriores.

Decr.motos@sapo.pt

Mensagem:

“Caros amigos… Tanto paleio para dizer que a vossa página é a pagar? Vocês não sabem que os portais que melhor vende que é o «Standvirtual o 24h e o OLX» e esses portais são gratuitos. Quer dizer, eu estou colectado mas não tenho porta aberta já não sirvo para vosso cliente? Ainda bem!!!!”

Resposta:

Caro senhor, antes de mais agradeço a cortesia que teve em nos responder.

Respondendo às suas perguntas, informamos que o senhor está um pouco confuso, pois é muita a diferença entre pagina e portal. No entanto, queremos informar que o nosso portal é o único que só permite inserção de anúncios a profissionais de automóveis, com responsabilidades económicas, fiscais e sociais. Para este efeito devem os profissionais de automóveis usados ter loja aberta ao público, ter uma cara para responder a certos problemas que por vezes acontecem. Como deve saber, o simples facto de não se fazer representar por uma loja aberta ao público, diminui consideravelmente as suas responsabilidades, quer para com os clientes, quer para as responsabilidades económicas, fiscais e sociais. Também somos os únicos que não permitimos a introdução de publicidade abusiva no nosso portal. A razão desta nossa posição prende-se com a qualidade que nós pretendemos oferecer ao utilizador do portal, pois quando o utilizador está a ver um anuncio, não está a ser incomodado com publicidade abusiva. Assim obtemos dois feitos, um o cliente utilizador, não é incomodado pela publicidade, para o utilizador profissional, a não utilização da publicidade faz com que os seus possíveis clientes não sejam distraídos e possam ver o anuncio todo até ao fim. Para o utilizador profissional, tem também a vantagem, de nunca ter a concorrência dos vendedores particulares e os pseudo-vendedores particulares, como o senhor, que por não terem concorrência desleal, não necessitam de baixar o preço para vender, e, depois quando se dão os problemas têm de fugir às responsabilidades. “Por vezes é necessário pagar mais um pouco para não termos problemas”.

Como pode ver, até agora só estive a falar em vantagens, que nenhum dos portais que enumerou, lhe oferecem.

Não sei se tem alguns conhecimentos de gestão de empresas. Mas para que todas estas funcionalidades funcionem, temos de ter recursos humanos, estes por sua vez custa muito dinheiro, temos de pagar impostos, segurança social entre outras responsabilidades. Como deve entender, temos de ter alguma fonte de rendimento, que pague todo este projecto. Mas deixe que lhe recorde mais uma vez, este projecto, não para aqueles que simplesmente estão colectados, é para todos aqueles se são profissionais de automóveis usados, que têm estabelecimento aberto ao público. Não basta apenas estar colectado.

Em relação ao segundo ponto:

“Vocês não sabem que os portais que melhor vende que é o «Standvirtual o 24h e o OLX» e esses portais são gratuitos.”

Se nós sabemos que os portais que melhor vende são….? Até poderíamos responder, que conhecemos muito bem qual no numero de visitas que esse portais têm. Mas será que esses portais oferecem alguma segurança a quem compra? Pois pelos vistos qualquer um pode lá anunciar, desde profissionais com loja aberta ao público, como particulares e os pseudo-particulares, sim aqueles vendedores que se refugiam na capa do vendedor particular, devem ter pouco a esconder. Estes portais são mesmo muito seguros. Relativamente ao “vende”, o que temos a dizer é o seguinte, como não somos uma empresa de venda de automóveis, não sabemos se vendem ou não, a única coisa que realmente sabemos é que alguns têm trafego.

Mas também somos defensores da seguinte premissa:

Com tantas burlas feitas através da internet, os clientes que se encontram na fase de shoopping (são cerca de 70%), localizam na Net os carros pretendidos, depois deslocam-se ao local onde essas viaturas se encontram. Isto para não serem enganados. Mas como continuam a utilizar portais que não certificam nem confirmam a raiz dos seus vendedores, tornam-se perigosos, porque poderão conter muitos vendedores pseudo-particulares, que depois da venda, desaparecem do mapa.

Deixo-lhe aqui um link, para que possa ver a opinião de um leitor, neste caso é só um, mas se quiser, poderei arranjar um zilião deles.


Veja os comentários que se passam neste link, aqui tem um exemplo de como o OLX é um portal que vende muito.(http://aguademadeiros.olx.pt/2002-mercedes-benz-c-200-cdi-iid-8056682)

Agora e por fim, acho que não preciso dizer muito em relação ao ultimo ponto.

“Quer dizer, eu estou colectado mas não tenho porta aberta já não sirvo para vosso cliente?”

O Automoveis-Online, nunca lhe recusou o acesso, pois o senhor também não o solicitou. Mas pela informação que graciosamente nos forneceu, não podemos de forma alguma aceitar a sua inscrição, pois tem mesmo de ter loja aberta ao publico.

———————————–

2) Newsletter “Comprei um carro e fui burlado. E agora?” (http://www.automoveis-online.pt/component/content/article/15-newsletters/12-burlas)

Destand.avenidacar@gmail.com

Mensagem:

“Boa Tarde

Uma vez mais felicito-vos por esta iniciativa, e questiono porque não publicam na página inicial do v/ site esta narração.

Já agora, porque não criam um forum, agregado ao v/ site? Talvez fosse uma boa forma de divulgação, digo eu!

Cumprimentos

Silvia Moreira

AvenidaCar

Av.Gen.Humb.Delgado, 638

4420-155 Gondomar

Telf / Fax: 22 467 21 18

Site: www.avenidacar.net

Resposta:

Cara Senhora Sílvia Moreira, em primeiro lugar agradeço mais uma vez a sua participação.

Relativamente à sua primeira questão, pode verificar que já o fizemos. Já era a nossa intenção fazê-lo.

Em relação à sua ideia de criar um fórum, nós vamos lançar brevemente algo simplesmente fantástico. Mas enquanto essa nova e fantástica ferramenta está a ser preparada para ser lançada, utilize a nossa lista de discussão para debaterem os assuntos que achar pertinente. (profissionais@automoveis-online.pt).

———————————–

Desilvastand@mail.telepac.pt

Mensagem:

“Boa tarde eu li a historia dessa senhora no meu E-mail e esse tipo de historia já é bastante antiga porque? Porque esse tipo de burla já se pratica a muitos anos em outros paises.

Para essa senhora e outro tipo de pessoas como ela que só o preço é que importa NÃO faz mal ter ficado sem o dinheiro porque esse tipo de pessoas se for a um stand com intalações fixas e escritorios montados e preços Realistas que correspondem a Qualidade e a valores reais porque tem impostos pagos e obrigaçoes mensais a cumprir ai o preço normalmente´É muito caro para essas pessoas porque esse tipo de pessoas gostam é de comprar preço e não qualidade por isso mesmo não faz mal ela ter ficado sem 2.500,00 € esperto foi o Burlista.Quanto as paginas de internete que há para introdução de veiculos esses mesmos tambem deviam de ser responssabilizados por esse tipo de situações porque aceitam todo tipo de clientes ´so de deveriam aceitar empresas ou empresarios devidamente registados nas finanças com inicio de Actividade e devidamente indetificados.

Com os Cumprimentos

Paulo Silva “

Resposta:

Caro Senhor Paulo Silva, estamos muito gratos pela sua participação. Fica desde já convidado a participar na nossa lista de discussão para estes temas.

Mas não posso dizer que fico satisfeito com o facto de a senhora ter ficado sem os 2500,00€, pois é precisamente isso que nós temos andado a lutar, para que burlas dessas e outras nunca mais aconteça. Mas relativamente à sua observação, de que os clientes deveriam utilizar os vendedores profissionais com loja aberta ao publico, estou completamente de acordo.

Mas conto consigo para levar este movimento anti-burla o mais longe possível. Envie-e a nossa newsletter aos seus amigos.