Escandaloso! BMW nega que as falhas no motor N47 sejam derivadas a defeito de fabrico

Escandaloso! BMW nega que as falhas no motor N47 sejam derivadas a defeito de fabrico

No ano passado, os jornalistas da Watchdog, divisão da BBC, ouviu inúmeros casos de falha total do motor do BMW Série 1, Série 3 e Série 5 veículos construídos entre 2007 e 2009.

Ao que tudo indica, a causa dessas falhas totais estão relacionadas com um atraso nas correntes de comando do motor, também conhecidas por correias de distribuição. Estas, acabavam por quebram ou agarrar de forma bastante anormal e fazem com que o motor fique descomandado e por sua vez parado. Nos casos mais graves, os motores chegam mesmo agarrar.

Elos da corrente de distribuição são responsáveis por todas as peças móveis do motor, são responsáveis por ligar essas peças e fazer com que trabalhem em conjunto, com o objectivo de fazer o carro andar. Todas essas peças têm de trabalhar na mais perfeita harmonia. O posicionamento do elo da corrente de distribuição no motor N47 está escondido na parte de trás, que, segundo os engenheiros é uma parte do motor, que é suposto durar a vida útil do carro e, por esse motivo, nunca é alvo de revisão. Mas, se a corrente de distribuição partir, ela irá provocar um dano muito grave no motor e isso poderá acontecer sem qualquer tipo de aviso. Se acontecer uma situação destas, o motor do veículo ficara seriamente comprometido e não é nada fácil de resolver.

No mínimo, os utilizadores terão de proceder à substituição da corrente de distribuição, mas, o mais provável é que tenham mesmo de colocar um motor novo. Sendo a intervenção mais barata ou a mais dispendiosa, os valores auxiliam entre £ 500 e £ 8000.

São muitos os relatos e histórias que mostram que algo de errado se passa com estes motores BMW e que a mesma está a dar um seguimento incorrecto junto dos seus consumidores.

A história de Dan Greenwood, que comprou um BMW Série 3 320D em 2011. Embora tenha feito cerca de 100 mil km, conta com uma folha de serviços na BMW bastante completa. Embora seja conhecedor de automóveis, comprou um BMW porque a marca lhe dá a garantia de qualidade e de um veículo confiável.

Enquanto circulava no meio do trânsito lento com as suas duas filhas, Dan Greenwood viu o motor do seu BMW parar sem qualquer tipo de informação, isto é, aviso prévio. O seu BMW foi rebocado para um concessionário da marca e que depois do diagnóstico, recebeu a notícia de que o seu motor teria de ser reconstruído e que o custo dessa intervenção seria £ 2.000.

O motivo da avaria foi, a correia de distribuição tinha quebrado. Sr. Greenwood explicou: “Eu fiquei chocado, o carro já não tem garantia, uma vez que tem 5 anos de idade e aquilo que parecia uma simples falha, vai custar alguns milhares de libras.”.

Não se trata de uma ocorrência incomum

Anthony Staples e seu colega, estavam a dirigir um M4 a alta velocidade quando, sem qualquer tipo de aviso o motor simplesmente começou a reduzir a velocidade, acabando por perder toda a potência e foram obrigados a desviar o seu M4 para fora da auto-estrada para uma zona de escape. Segundo descrição de Anthony, “Nada do motor, não há direcção hidráulica. Tudo parece ter ido embora. Foi muito assustador. ”

O carro foi levado para uma oficina local que diagnosticou, rotura no motor, a causa foi a quebra da correia de distribuição e que os danos causados, exigiam uma reconstrução do motor que custa em média £ 3.000.

O senhor Staples disse, ‘eles disseram minha corrente de distribuição tinha quebrado e eu pensei nos prováveis danos, como danos nas válvulas, provavelmente danificadas, árvores de cames quebrada. Pode até ser necessário a substituição do motor. Eu estava tipo “oh meu deus” o que eu vou fazer agora? ”

Ciente do problema

Estando cientes do problema, a BMW tem estado a oferecer aquilo que são conhecidos por “gestos de boa vontade”, para com alguns dos custos de reparação da correia de distribuição.

Mas, nem todos têm direito a essa ajuda, isto porque a BMW só está a ter essa postura para com os clientes que têm mantido, cumprido e realizado o plano de manutenções ma BMW e nos agentes oficiais BMW.

Quer no caso de senhor Staples, quer no caso do Sr. Greenwood, BMW recusou-se a contribuir com ajuda para minimizar os custos do reparação, isto porque ambos se recusaram a utilizar os serviços de uma oficina oficial da BMW. Isto porque, os valores apresentados para a reparação eram muito elevados e o senhor Staples e o Sr. Greenwood, não tiveram outra solução que aceitar a reparação numa oficia que lhes deu uma cotação mais baixa.

Quando a correia de distribuição do BMW Série1 do senhor Barry Ireland’s partiu, ele viu uma parte dos custos serem suportados pela BMW porque ele usou uma garagem aprovada da BMW. Mas, mesmo o facto de a BMW ter suportado parte dos custos, não impediu que Barry tivesse de pagar uma despesa de £ 5.000 para peças e mão-de-obra. Para os proprietários como os senhores Staples Greenwood, foram deixados de fora deste programa de apoio.

Foram mesmo muitos os casos em que os consumidores tiveram que ficar com o prejuízo causado por um defeito de fabrico.

Peter Devlin, tinha que fazer face a um custo total de £ 4.476 para a reconstrução do motor no seu BMW 5-Series . Já Roger Walkden teve que pagar mais de £ 4.000 para ver o seu BMW 3 Series de volta na estrada.

Este problema não afecta só os carro que têm mais de 100 mil km, os jornalistas da Watchdog, registaram o relato de um motorista que teve este problema aos 26.000 km.

John Dabek da Principal Associação de Engenharia Forense, diz que está preocupado que haja uma falha de projecto de fabricação com o motor N47. Dabek explica que, ao colocar a corrente de distribuição na parte de trás do motor, o que significa que o acesso requer a remoção total do motor e que a BMW espera que a corrente de distribuição permaneça intacta durante o tempo de vida do veículo. Como tal, a BMW parte do pressuposto que a a correia de distribuição não falhe, mas, tendo em conta que falha, a BMW deveria assumir toda a responsabilidade pelos danos causados.

Isto posto, a pergunta que impera é, tendo em conta o número crescente de casos, que postura vai a BMW adoptar?

Resposta da empresa

Para o Reino-Unido, a BMW oferece uma garantia total de três anos, só para carros novos. Fora deste período de garantia, a BMW entende que não existe qualquer obrigação de ajudar nos custos de reparação. No entanto, a BMW opera uma política de boa vontade e vai considerar uma ajuda financeira, analisando caso a caso. Isto porque, nem todos vão receber essa ajuda.

Rever os casos de clientes mencionados, as circunstâncias de cada um varia muito, assim como a resposta da BMW. Onde ocorreu uma falha em um veículo com quilometragem relativamente baixa, o que foi atendido dentro da rede BMW, a empresa cobriu a maior parte do reparo de boa vontade, apesar de estar fora do período de garantia.

Veículos mais antigos, que não tenham sido mantidos ou reparados por técnicos autorizados pela BMW, onde não pode haver certeza quanto à qualidade do trabalho realizado, ou se as peças são ou não genuínas da BMW e não foram usados ​​normalmente, não são cobertas. A utilização de peças não originais e que por essa razão não correspondem às especificações BMW, podem danificar outros componentes no carro ou prejudicar o desempenho de seus sistemas vitais. Enquanto nós compreendemos a decepção que este terá causado, não podemos fornecer uma garantia por tempo indeterminado contra o motor ou falha de um componente, já que nenhum fabricante pode.

BMW está empenhada em garantir a melhor satisfação do cliente e toma todas as preocupações dos clientes muito a sério. Podem ser muitos os sinais e sintomas, desde um ruído invulgar no motor ou até uma falha mais grave é necessária informação adicional, antes de se puder tirar qualquer tipo de conclusão.

Caso algum dos consumidores esteja preocupado com seu carro, mesmo que siga o plano de manutenções da marca deverá chamar BMW Group UK directamente 08000 93 56 56, onde a BMW ficará muito contente em poder aconselhá-los.

As linhas estarão abertas 09h00 – 18:00 durante a semana.

No caso do mercado Português, deverá solicitar ajuda à BMW Portugal, BMW Group Portugal, Lagoas Park, Ed. 11 – 2º Piso, Porto Salvo 2740-244, Portugal ou através do número 808 200 807.

Existe uma petição online que já foi enviada para Norbert Reithofer, CEO da BMW Group, onde já foram colhidas mais de 4000 mil assinaturas.

  • ML

    Como afirmei anteriormente em outro artigo deste presado site:

    “É realmente escandaloso que um problema que afecta tantos e tantos consumidores não seja objecto de um “Recall” com vista à correcção do defeito de fabrico???

    Onde estão os direitos dos consumidores da comunidade europeia?

    Por que motivo as instituições europeias com responsabilidades neste assunto não tomam medidas ?”

    Quando um fabricante, dito premium, decide construir um motor que irá equipar a maioria dos seus carros a diesel e decide optar por corrente de distribuição em vez de correia de distribuição, significa que confia na sua tecnologia, que a fiabilidade expectável será de 500.000 kms sem intervenção de maior e que transmitirá algo para o mercado, que deverá catalisar vendas e por consequência lucro para ressarcir os accionistas. Porém o “tiro saiu pela culatra”… O que fazer, pensa a BMW? Temos de gizar um plano de contingência. Ok, vamos então aproveitar esta ameaça e transformá-la numa oportunidade, numa situação de Win/Win. Como? Fácil! Os nossos clientes não têm um conhecimento profundo de mecânica, pelo que numa pequena percentagem de casos, nos nossos grandes clientes, vamos accionar a goodwill, noutra pequena percentagem de clientes poderemos fazer um co-pagamento que no fundo consiste em dizer que algo que custa 1 custa 2 e cada parte paga 1… Na grande maioria dos casos mandam os clientes dar uma curva…

    A BMW em Portugal não aceita que é um defeito de fabrico / produto defeituoso, sendo que analisa caso a caso aquilo que define como goodwill… As reclamações não aceites, ficam no saco maior… o da BADWILL !!

    Sei de um caso que não foi aceite no âmbito da goodwill por que trocou pastilhas numa oficina que não é concessionário BMW… Pasme-se… O que é que tem a ver com o motor? Alguém sabe?

    Já agora, quando existe a intervenção (aparentemente rara) por Goodwill o cliente paga o valor da revisão, já que o óleo tem de ser reposto – cerca de €200 e respectivos filtros… e na maioria dos casos mão de obra, etc etc… Em suma, a BMW vai “buscar” o valor que utiliza… Sem ficar a perder… E mesmo assim, declina muitos casos… CONFUSO?? Os clientes BMW também!! (muitos a passarem a ex-clientes)…

    Contudo, não deveremos estar errados, se pensarmos que a marca terá apólices de seguros contratadas no âmbito de avarias de máquinas, que desta forma transferem o risco das referidas falhas… Que neste caso, pela frequência do sinistro deveria ser assumida como produto defeituoso, só que essas apólices têm de ser geridas em termo de sinistralidade, caso contrário os valores dos prémios nas anuidades seguintes irão crescer exponencialmente…

    Além disso fica a pergunta: ONDE ESTÃO AS AUTORIDADES EUROPEIAS E O QUE ESTÃO A FAZER NESTA SITUAÇÃO?? ALGUÉM SABE?

    Um palpite: Alguns desses funcionários são utilizadores destes carros… mas não são eles que pagam a respectiva manutenção… e se por acaso forem, temos a famosa Goodwill da BMW a funcionar.

    TAGS: BMW N47 PROBLEM RECALL DEFEITO ENGANADO ALDRABÕES PORTUGAL FIABILIDADE 116 118 120 123 316 318 320 518 520 série 1 série 3 série 5

    • Pc

      ML os casos não serão assim tantos…..e não tirando a razão de que esta é uma situação que não é digna de um marca premium como a BMW , ainda não vi em lado nenhum dizer que as correntes aguentam 500.000kms e assim sendo após os 2 anos de garantia contratual, a Bmw tem disponível programas de extensão da mesma e a preços bem em conta!!Quanto á não assunção da totalidade ou parcial da factura de tais reparações , acho muito bem que a Bmw tome essa posição por uma simples troca de pastilhas de travões fora da rede, pois de certeza que “hoje foram as pastilhas e depois será o resto de serviço de manutenção “, se a marcar serve para assumir e ajudar nos custos após o termino do período de garantia, tambem deve servir para o resto, e só assim a marca pode definir a posição, pois tal como qualquer empresa deve saber gerir os seus recurso e todas tem um objectivo….Ganhar dinheiro.

      • TP

        Caro PC,

        De certeza da maneira como fala, faz parte da BMW portugal ou de algum concessionário.

        Não Cabe da na cabeça de alguém, só pela causa da troca de pastilhas fora da rede ( Que pode até ter sido em caso de emergência por desgaste e sem concessionário num raio aceitável e horário ) que todo o histórico do cliente seja descartado? É incrível que alguém apresente os argumentos que está a apresentar, pois como no velho ditado ” O que tem a cu a ver com as calças? ” é completamente aplicável nesta situação.
        Já agora se o cliente lavar a viatura fora do concessionário aplicar-se-à a mesma regra? Tenha vergonha PC e não venha para aqui defender o indefensável. Estou a falar e nem sequer fui afectado pois tenho um E46 com o motor anterior com uma corrente de distribuição que essa sim dura a vida do motor, mas neste momento estava a pensar trocar para um com o novo motor e claro que não o irei fazer pois pelas costas dos outros vês as tuas.

        • Elcasitas

          são uns vigaristas

      • ML

        Qual é a concessão onde trabalha?

      • JM

        Vamos ver se algum destes dias fores um feliz contemplado com um destes problemas e o motor for à vida e, depois tiveres que suportar os custos da reparação, se também vais continuar a defender a marca dessa maneira….

  • Jojo

    Só me ocorre isto.. fds.. pqp…!!

  • rato

    Que grande bronca raios…..

  • ML

    E mais…
    Só não dá para rir pq sai caro… €€€€

    Mais noticias neste link.

  • ML

    Sr António Silva,

    Alguns links permitiu para sustentar a “sua” notícia”, outros censura… Gostaria que revesse os seus critérios e fosse coerente !!

    • Olá senhor Marco, a equipa do AO não promove a censura nos post’s, apenas aprova ou não determinado post. Mas, gostaríamos de saber o porque da sua observação e se podermos ajudar, estamos à disposição.

      Aproveitámos para reforçar que o nome de António Silva é o nome que decidimos atribuir à equipa AO.

      Cumprimentos,

      A Equipa AO

    • Olá Senhor ML, veja por favor na palavra “Link” do seu comentário, ela tem ligação à pagina que quis mencionar.

      Cumprimentos,

      A Equipa AO

      • ML

        “António Silva
        23 de Dezembro de 2013 at 18:39

        Olá senhor Marco, o seu post foi ligeiramente alterado porque não é possível a colocação de links nos posts do Automoveis-Online.

        Cumprimentos,

        A Equipa AO”

        • Caro senhor Marco, não percebemos a citação. Mas, explicamos-lhe o que fizemos. Retiramos o link, mas deixamos a hiperligação.

          Se clicar na palavra Link, vai ver que é redireccionado para a página que fez referência.

          “ML20 de Dezembro de 2013 at 23:17
          E mais…
          Só não dá para rir pq sai caro… €€€€

          Mais noticias neste link.”

          Cumprimentos,

          A Equipa AO

  • ML

    É estranhamente escandaloso que a BMW Portugal não efectue um Recall devido aos inúmeros casos que tem havido com os motores N47… E em 2014 bateu novo recorde de vendas no nosso País…

    Esta situação é percepcionada pelos Clientes da marca, que ficam “ofendidos” com a postura que a marca tem tido, mesmo com as notícias que vão saindo.

  • bmw serie 1

    sou proprietario de um bmw serie 1,, 1.6i, ora um motor a gasolina. comprado novo na bmw em 2005, sempre sempre assistido na marca,revisoes de oleos filtros sempre efectuados no tempo recomendado pela marca. o carro tem 129mil km, correente,bomba de oleo, BRONZES,e mais algumas coisas simplesmente tiveram de ser substituidas!!!!!!! questionei que oleo era usado,como resposta oleo bmw,ou seja fiquei na mesma,nao reconheco oleo bmw,como oleo pingo doce e continente,enfim, razao do desgaste dos bronzes,mudançasde oleo rrsposta dada pelo sr eng. nao entendo o carro efectuou todas as revisoes de oleo na bmw sempre na altura pedida,e agora justifica com as mudancas de oleo. continuo a nao ententer. resumindo foi pedido a bmw portugal uma avaliacao da situacao,tudo negado nem um desconto no material. muito bem o meu carro na bmw nao entra mais, quando trocar de carro tambem nunca mais quero um bmw,uma marca que deixa muito a desejar na sua fiabilidade.
    sou cliente a 10anos. todos os anos o carro entrou na marca,ate para mudar um oarafuso se fosse necessario, nao ira entrar no 11ano.
    obrigado a bmw portugal.

    • Nunes

      Eu, na qualidade de gerente e sócio de uma empresa, que é proprietaria de um BMW 320 D, já há alguns anos que deixei de mandar o referido veículo ás oficinas da BMW.
      Fui brutalmente prejudicado, e não menos enrolado com danos causados ao veículo em questão.

  • Simão

    320d E90 n47
    Simplesmente a pior coisa que fiz na vida foi comprar uma,
    em 3 anos levou mais de 4000 € em reparações!
    Se adicionar a desvalorização no mercado perdi em 3 anos 8000 e tal € !!!!
    BMW NUNCA MAIS OBRIGADO.

  • Vítor Quelhas

    Sou proprietário de duas viaturas Bmw, uma 330d E46 184cv a qual nao tenho qualquer razão de queixa e outra 320d E91 177cv que está a ser revoltante o que se tem passado. Esta viatura tem 150.000 km, levou um bloco novo em 2012 com 90.000 km, à uns tempos a trás acendeu a luz do motor e tive de substituir o coletor de escape que estava partido e também limpar o filtro de partículas, no entanto, como este chassis estava na lista dos motores que tinham de substituir o tensor e a corrente a cargo da Bmw, procederam à sua substituição (num motor com 60000kms?!). É aqui que começam os problemas, quando fui buscar a viatura à oficina, passado alguns kms a luz voltou a acender, deixei no dia seguinte a carrinha na oficina, fizeram uma actualização de software, fui buscar novamente e reparei que esta, vibrava por todo lado até em andamento, sintoma este que nunca tinha tido de forma alguma, no dia seguinte voltei à oficina e disseram-me que tinha de substituir o volante bimassa e o kit embraiagem. Fiquei muito admirado, revoltado e impotente com esta situação, nunca tive qualquer sintoma da embraiagem, nunca vibrou de forma alguma, só tinha problemas ao nível da linha de escape. Mexeram, substituíram e…entregaram-me a minha viatura que mais pareçe um trator, inguiável e desconfortável. Resumindo, estou muito insatisfeito com este modelo/motor e com a assistençia que tenho vindo a receber.
    CLIENTE BMW NÃO SIGNIFICA PODER MONETÁRIO, DE CADA VEZ QUE VAI À OFICINA EXISTE SEMPRE QUALQUER COISA PARA ALÉM DE UMA SIMPLES REVISÃO/REPARAÇÃO.
    COMO CLIENTE BMW GOSTARIA DE SER…RESPEITADO!