Coreia multa Volkswagen em 29,8 milhões de euros

Fraude das emissões da VW resulta em multas milionárias impostas pelo Governo da Coreia do Sul

Coreia multa Volkswagen em 29 8 milhoes de euros

Coreia multa Volkswagen em 29,8 milhões de euros. Fraude das emissões da VW resulta em multas milionárias impostas pelo Governo da Coreia do Sul.

Coreia multa Volkswagen em 29,8 milhões de euros. Aqui a questão que se coloca é, porque é que o Governo de Portugal nada fez para punir a marca Alemã?

E será pensar que a fábrica da Autoeuropa poderá estar a ser usada como arma de arremesso no sentido de impedir o Governo Português de agir em conformidade com o processo?

Já a Coreia do Sul não esteve com meias medidas e passou uma multa recorde de 29,8 milhões de euros à delegação local da Audi Volkswagen. A multa foi aplicada em virtude da publicidade enganosa no âmbito do escândalo de manipulação de emissão de poluentes.

Foi a Comissão de Comércio Justo ou FTC, na sigla inglesa, que impôs a sanção. Informou através de um comunicado que vai apresentar queixa contra cinco executivos e ex-executivos da empresa.

Já a multa aplicada vai ficar na história, por esta ser só a mais elevada de sempre na Coreia do Sul. Esta, é só 18 vezes maior do que a anterior que foi de 11,5 milhões de euros já imposta à Volkswagen por fraude após ser conhecido o caso “Dieselgate”, no final de 2015.

Segundo o comunicado estatal, “A Audi Volkswagen Coreia realizou anúncios publicitários enganosos sobre os seus automóveis, em que alegou que cumpriam os requisitos de emissões e ofereciam um consumo mais eficiente de combustível”.

A FTC, defende a sua tese de acusação com base na comunicação que a Volkswagen utilizou nas suas campanhas publicitárias. Campanhas que referem que os seus veículos cumpriam com as mais estritas normas de emissões e que os modelos a gasóleo eram altamente ecológicos e eficientes.

Mas, como é do conhecimento geral, a Volkswagen usou um software fraudulento para manipular as emissões poluentes dos seus veículos em vários países, incluindo a Coreia do Sul e Portugal.

Enquanto não se faz nada em Portugal, a Coreia do Sul, através do Ministério Público, acusou a Volkswagen de falsificar, entre Agosto de 2010 e Fevereiro de 2015. Mais de 100 relatórios sobre emissões, níveis de ruído e eficiência de combustível dos seus automóveis para obter a aprovação das autoridades locais.

A FCT justificou o valor da sanção aplicada, com base no argumento de que, “os consumidores estão cada vez mais preocupados com a contaminação do meio ambiente”. Tratando-se não só como um problema grave nos centros urbanos da Coreia do Sul, bem como para toda a humanidade.

Nos últimos 15 meses, desde que se descobriu o “Dieselgate”, as autoridades sul-coreanas obrigaram a Volkswagen a inspeccionar 125 mil veículos, impuseram multas milionárias, investigaram os seus escritórios e interrogaram vários dirigentes da empresa.

Booking.com