Citroën vai revelar o novo 2 cv “dois cavalos”

Citroën vai revelar o novo 2 cv “dois cavalos”

Depois de a Renault ter apresentado as suas intenções de vir a produzir uma nova Renault 4L, a Citroën vai apresentar um protótipo daquele que poderá vir a ser o novo 2 cv já em Setembro, durante o Salão de Frankfurt.

Inspirada no famosíssimo Citroën 2cv, a marca francesa está a desenvolver um novo modelo que chama “E3 Essential” e deverá utilizar a mesma plataforma que o C4, sendo que o seu lançamento está previsto para a primavera de 2014.

Simples como sempre foi, o novo modelo virá muito despido de tecnologias, onde não poderá contar com o sistema Start&Stop, multimédia ou cruise control, entre outros. Segundo o director geral da Citroën, Frédéric Banzet, “Temos um projecto para um carro simples, económico, moderno, a um preço acessível”.

Este novo modelo irá ter aproximadamente 4,3 metros de cumprimento e linhas inspiradas no C-Cactus concept (é a viatura que aparece nas imagens) apresentado em 2007 no salão de Frankfurt.

Quanto a detalhes técnicos, as motorizações ainda não são oficiais, mas o novo modelo deverá contar com duas motorizações a gasolina 1.2 de 82 e 100 cv e um motor diesel HDi, de 1,6 litros, com 92 cv.

Subscreva as notícias mais recentes do
Mundo Automóvel

  • Jojo

    Nao tem semelhança nenhuma com um 2CV, mas está muito engraçado.. A tendencia das rodas mesmo mesmo nas extremidades fica muito bem..

  • Paulo Carvalho

    …a ter um design parecido com o da foto não faz lembrar nada o 2 CV.
    Deviam fazer algo inspirado nas linhas do 2 CV…
    É uma opinião

  • Isto nada tem a ver com a “linhagem” do 2CV,já o mini conseguiu ser um todo nada fiel a uma linha anterior.Que é bonito este modelo,isso sim,é,mas na minha modesta opinião não tem comparativos ou semelhanças nenhumas com o famoso Dois Cavalos.Esperemos que tenha o mesmo sucesso…

  • este carro, sem margem p/ duvidas; É um lindo e boa máquina. Mas por “amor de Deus” não queiram comparar com o mítico 2CV! Estão a (borrar) a escrita toda, e até, a descriminar o lendário “CHEVRON”.